Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Autopeças obtêm alta de 16,2% no faturamento

Balanço | 14/07/2017 | 15h50

Autopeças obtêm alta de 16,2% no faturamento

Compras das montadoras trazem até aumento na utilização da capacidade
MÁRIO CURCIO, AB

A venda de autopeças no acumulado dos primeiros cinco meses do ano cresceu 16,2% sobre o mesmo período de 2016. O desempenho do setor continua contando com a ajuda dos negócios com as montadoras, que aumentaram 16,2% por causa dos maiores volumes de exportação de veículos.

Como resultado, as empresas de autopeças registraram no mês de maio 66% de utilização de sua capacidade instalada, o maior índice desde maio de 2015. O fato, contudo, não foi suficiente para impedir a queda de 2,5% no nível de emprego no acumulado dos cinco primeiros meses de 2017.

Os números são do Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças) e foram elaborados a partir de informações fornecidas por 64 associados que respondem por 32% do faturamento do setor.

-Veja aqui o novo estudo do Sindipeças
-Veja aqui outros dados divulgados pela entidade
-Veja outras estatísticas em AB Inteligência

O segmento de reposição registrou ligeira queda de 1,3%, compreensível diante dos bons resultados obtidos em 2016. As exportações de autopeças em dólares revelam acréscimo de 3,74%. Desde outubro de 2016 as vendas ao exterior detêm uma fatia ligeiramente maior no faturamento do que o mercado de reposição. Essa superioridade foi de quase um ponto porcentual na média dos últimos oito meses.

Tags: Autopeças, Sindipeças, montadoras, reposição, exportações, capacidade instalada, emprego.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência