Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Kia Motors chega aos 25 anos de Brasil
Besta (foto) e Ceres foram os primeiros Kia importados

Importados | 30/06/2017 | 12h06

Kia Motors chega aos 25 anos de Brasil

Empresa vendeu mais de 400 mil veículos entre utilitários e carros de passeio

REDAÇÃO AB

Muitos de vocês que nos leem agora tiveram os filhos transportados numa Kia Besta escolar e é provável que alguns também tenham ido ao colégio em uma destas. Pois lá se vão 25 anos desde que a Kia Motors do Brasil foi constituída. A van Besta e o caminhão Ceres foram os primeiros modelos trazidos. Entre utilitários e veículos de passeio a empresa vendeu mais de 400 mil veículos nesse período.

O melhor momento da Kia no Brasil foi em 2011, com 80 mil unidades repassadas à rede e 77,2 mil emplacamentos. Também foi em 2011 que o governo sobretaxou os importados, comprometendo o futuro da companhia. Com o estabelecimento do programa Inovar-Auto em 2012 e de uma cota máxima de apenas 4,8 mil unidades isentas dos 30 pontos porcentuais extras de IPI, a rede de revendas Kia acabou encolhendo de 180 para 100 pontos.

Para o presidente da empresa, José Luiz Gandini, mais importante que a comemoração pelos 25 anos é o futuro próximo, em 1º de janeiro de 2018, com o fim dos 30 pontos extras. “Com a paridade tributária não tenho dúvida de que a Kia voltará a ter força, o suficiente para recuperar a rede concessionárias (...) Os mercados fechados só prejudicam os consumidores”, diz.

“Ainda limitados pela cota anual de 4,8 mil unidades/ano sem os 30 pontos percentuais, infelizmente vamos fechar 2017 com cerca de 10 mil unidades. Mas nossas projeções para 2018 já indicam 20 mil veículos, um alento depois de cinco anos de quedas sucessivas”, afirma Gandini. “Esse número será justificado por importantes lançamentos em 2018, como no novo Picanto, o Rio, um novo SUV de pequeno porte e o Optima GDI”, conclui Gandini.



Tags: Kia, Besta, José Luiz Gandini, IPI, Inovar-Auto, Picanto, Rio, Optima.

Comentários

  • Luiz Roberto Imparato

    25 anos sem decidir construir uma fábrica no país... Creio estar mais que na hora dos coreanos do Grupo HYUNDAI/KIA assumirem o mercado brasileiro sem intermediários, eles já cumpriram seu papel e passam sempre uma imagem de dificuldades, além de não promoverem os produtos dessas marcas como eles merecem e como são promovidos no resto do mundo. Um filho com 2 mães só enfrentará problemas e terá dificuldades de se desenvolver. Coreanos acordem!

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência