Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Michelin lança pneu para carga e passageiros
Novo pneu já está à venda e é fabricado em Campo Grande (RJ)

Transportes | 13/06/2017 | 18h00

Michelin lança pneu para carga e passageiros

Modelo X Incity Z utiliza banda de rodagem que oculta dois sulcos extras

MÁRIO CURCIO, AB

A Michelin lançou no Brasil o X Incity Z, voltado para o transporte urbano de passageiros e de carga. O novo pneu já é produzido na fábrica da Michelin em Campo Grande (RJ) em medida única, 275/80R 22.5, e é uma evolução do Incity XZU3. Custa 1,5% a mais e promete rendimento quilométrico 10% superior.

“Neste primeiro momento ele está disponível para o mercado de reposição, mas até o fim do ano ou início de 2018 será fornecido às montadoras”, afirma o presidente da Michelin para a América do Sul, Nour Bouhasoun. Sem citar valores, ele recorda que a fábrica recebeu investimento em tecnologias, maquinário e moldes.

O novo Incity utiliza tecnologias inovadoras, entre elas a Regenion. No começo da vida útil a banda de rodagem apresenta apenas três sulcos, mas quando atinge meia-vida surgem duas outras ranhuras, o que melhora sua aderência em piso seco e também no molhado.

A tecnologia também favorece o desgaste mais lento e uniforme da banda de rodagem e favorece o aumento da quilometragem na primeira vida do pneu.

Quando o X Incity Z atinge meia-vida surgem dois novos sulcos sob a camada inicial de borracha. O pneu é o único do País com a tecnologia

Outro destaque do X Incity Z é o tipo de escultura, desenvolvido para reduzir a deformação da banda de rodagem em acelerações e freadas. O composto de borracha do novo modelo utiliza partícula menores, capazes de reduzir a resistência ao rolamento e aumentar a durabilidade. A carcaça do pneu é mais resistente à sobrecarga e ao aquecimento. “Ele cumpriu testes de rodagem no Brasil durante cerca de um ano”, afirma Bouhassoun.

CAMPO GRANDE PRODUZ EM TRÊS TURNOS

Diferentemente do que ocorre na indústria de caminhões e ônibus, em que a capacidade ociosa está em torno de 80%, a fábrica de pneus para veículos pesados da Michelin, em Campo Grande, produz hoje em três turnos: “Estamos utilizando quase 100% de nossa capacidade instalada, que é de 1,85 milhão de unidades por ano”, afirma Bouhassoun.

“Cerca de 80% de nossas vendas são para o mercado de reposição”, recorda o executivo. “Também exportamos, sobretudo para Argentina, México e Chile. Em todo o mundo procuramos sempre utilizar ao máximo nossas fábricas.”

O executivo informa que a unidade de Itatiaia (RJ) também está próxima a 100% da utilização da capacidade instalada por causa do mercado de reposição, que responde por 75% a 80% da produção: “E queremos que continue assim”, conclui Bouhassoun. A unidade produz itens para automóveis e picapes.

Assista à entrevista com Nour Bouhassoun e veja detalhes do Michelin X Incity Z:



Tags: Michelin, Incity, Campo Grande, Nour Bouhasoun, Regenion.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência