Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Pesados ainda têm queda nas vendas

Mercado | 01/06/2017 | 20h20

Pesados ainda têm queda nas vendas

Licenciamentos de caminhões e ônibus recuam 17,8% em cinco meses

SUELI REIS, AB

Diferente do segmento de veículos leves que anotou o primeiro crescimento das vendas após três anos consecutivos de retração (leia aqui), o de pesados continua a registrar queda. Os emplacamentos de veículos comerciais pesados entre janeiro e maio ficaram 17,8% abaixo do verificado em iguais meses de 2016, ao passarem de 27 mil para pouco mais de 22,1 mil caminhões e ônibus, de acordo com dados da Fenabrave divulgados na quinta-feira, 1º.

-Veja aqui os dados de maio da Fenabrave
-Veja aqui outros dados de emplacamentos
- Veja outras estatísticas em AB Inteligência

Embora o índice negativo venha diminuindo ao longo dos meses, a categoria ainda sofre com o baixo nível da atividade econômica como um todo: nem mesmo o crescimento de 1% do PIB no primeiro trimestre anunciado pelo governo nesta mesma quinta-feira não foi capaz de conter as sucessivas retrações do segmento. Vale lembrar que o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior, sempre atrelou as vendas de caminhões ao desempenho do PIB.

O pior resultado veio dos caminhões, cujas vendas do acumulado de cinco meses ficaram 18,6% abaixo de igual intervalo do ano passado: foram 17,2 mil unidades contra as 21,2 mil de um ano antes. Os emplacamentos de ônibus não ficam muito atrás: a queda foi de 15% na mesma base de comparação, para 4,9 mil chassis licenciados.

Por outro lado, os números melhoram no comparativo mensal: em maio, as vendas de caminhões e ônibus somaram pouco mais de 5,4 mil unidades, aumento de 19,4% sobre abril. Contudo, a média diária mostra que os negócios de fato frearam: no mês passado, a média ficou em 247 unidades para cada um dos 22 dias úteis de maio, enquanto abril este número era de 252 veículos em 18 dias úteis de vendas, uma queda de 2%.

Na comparação com maio de 2016 houve crescimento tanto para caminhões quanto para ônibus, de 1,4% e de 2,9%, respectivamente, mas ainda não há indícios de que esta tendência deve se manter.

Apesar de números ainda decadentes, a Fenabrave preferiu manter as projeções para o ano, cujos índices foram divulgados em janeiro. Para caminhões e ônibus, a previsão é de que as vendas de 2017 superem as do ano passado em 3,15%, sendo 2,8% para caminhões e 4,4% para ônibus (leia aqui).



Tags: Vendas, veículos pesados, Fenabrave, caminhões, ônibus.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência