NOTÍCIAS
25/05/2017 | 20h20

Negócios

Mercedes faz maior venda de caminhões em 10 anos

Empresas compram 524 Axor e Atego para atender operações da Raízen


PEDRO KUTNEY, AB

Leoncine e parte da frota vendida aos prestadores de serviços da Raízen: a venda da década
A Mercedes-Benz confirmou sua maior venda unitária dos últimos 10 anos. Na quinta-feira, 25, a montadora informou que já começou a faturar 524 caminhões pesados para aplicações fora-de-estrada, que vão atender operações de apoio à produção e transporte de cana-de-açúcar da Raízen, maior produtora de etanol do País e maior exportadora individual de açúcar do mundo. A entregas dos veículos foram iniciadas em abril passado e vão se estender até setembro próximo.

O negócio se divide em dois blocos: 286 modelos Atego 2730 6x4 serão entregues à Borgato, que vai locar os veículos exclusivamente para serviços das usinas da Raízen, enquanto outras 238 unidades do Axor 3344S 6x4 estão sendo compradas por transportadores de cana que atendem a empresa.

“Com um mercado tão reprimido, fechar um negócio desse porte para renovar a frota (a serviço) do maior produtor de etanol do Brasil mostra que estamos no caminho certo de atender as necessidades dos clientes”, diz Roberto Leoncini, vice-presidente de vendas, marketing e peças e serviços de caminhões e ônibus da Mercedes-Benz do Brasil. “Esse expressivo volume de venda é resultado do ótimo relacionamento que mantemos com a Raízen, para quem, neste caso, desenvolvemos e aprimoramos soluções focadas no transporte canavieiro”, completa.

A compra foi feita por prestadores de serviços da Raízen, que adota o modelo de terceirização de sua frota de transporte, mas a empresa cuida diretamente da gestão logística, define os caminhões adequados às suas necessidades, realiza comparativos e testes e estabelece os procedimentos de operação dos veículos no dia a dia, além dos prazos para renovação que não passam de cinco anos – a idade média atual da frota gira em torno de dois anos.

A Raízen também atua na negociação comercial, definindo as condições de aquisição que serão praticadas pelos transportadores ou locadores contratados. Neste caso, segundo Leoncini, a maior parte dos veículos foi financiada pela linha Finame do BNDES, bem como leasing operacional (arrendamento) pelo Banco Mercedes-Benz.

NEGÓCIO COMPLETO

Para conquistar a aprovação da Raízen no negócio, a Mercedes ofereceu seu pacote completo de vendas, incluindo plano de manutenção “Complete” para os 238 Axor, que prevê intervenções preventivas e corretivas com atendimento 24 horas. Os concessionários montaram esquema de horários flexíveis de atendimento em suas oficinas e em alguns casos instalaram oficinas dentro das instalações da Raízen.

Os veículos também foram vendidos com o sistema de telemetria Fleetboard da Mercedes, com monitoramento on-line do desempenho de cada caminhão, consumo e comportamento do motorista.

Os Atego 2730 6x4 comprados pela Borgato para locação à Raízen são do tipo plataforma, para atender operações de apoio à atividade canavieira, para transporte de materiais até as áreas de plantação, com como para aplicações como munck (caçamba com guindaste), reboque, bombeiro e carro pipa, entre outros.

Já os Axor 3344S 6x4, equipados com câmbio automatizado PowerShift, serão usados por transportadores exclusivamente para levar carregamentos de cana-de-açúcar até as usinas da Raízen.

Comentários: 0
 

Comente essa notícia

Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de questões técnicas ou comerciais. Os comentários serão publicados após análise. É obrigatório informar nome e e-mail (que não será divulgado ao público leitor). Não são aceitos textos que contenham ofensas, palavras chulas ou digitados inteiramente em letras maiúsculas. Também serão bloqueados currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
Seu nome*: Seu e-mail*:


QUEM É QUEM NO SETOR AUTOMOTIVO

Encontre empresas e profissionais do setor.
Confira seus perfis e biografias.

Encontre empresas e profissionais do setor.

Encontre empresas e profissionais de comunicação.

Confira seus perfis e biografias.

COLUNISTAS

ALTA RODA | 13/12/2017
Requisitos de segurança têm de se adequar à realidade local de mercado

Esta coluna é apoiada por:

Advertisement Advertisement Advertisement Advertisement Advertisement
Indústria | 01/08/2016
Declaração do presidente da FCA evidencia crise no setor de autopeças
Pressão de montadoras adia controle de estabilidade obrigatório
Tecnologia | 13/03/2015
Setor enfrentará grandes mudanças nos próximos anos
AUTOINFORME | 07/12/2017
Aumenta pressão por manter mercado protegido dos importados
INOVAÇÃO | 25/10/2017
Indústria precisa questionar qual será o seu papel no futuro
DISTRIBUIÇÃO | 03/08/2017
Marca percorreu caminho árduo e conseguiu destronar a Toyota da 1ª posição
Tecnologia | 23/07/2015
Novas ferramentas de desenvolvimento encurtam caminho para a competitividade
MERCADO | 16/01/2015
Utilização do potencial só deve melhorar a partir de 2016
DE CARRO POR AÍ | 08/12/2017
Programa de desenvolvimento do setor insiste em protecionismo
QUALIDADE | 01/12/2017
Envolver e motivar colaboradores é essencial para gerar bons resultados
COMPETITIVIDADE | 08/04/2014
Interrupção do crescimento desafia fabricantes
Novas palavras, expressões e siglas podem levantar dúvidas sobre o futuro
QUALIDADE | 03/07/2017
Rota 2030 terá missão de levar a indústria automotiva nacional até o futuro
QUALIDADE | 23/11/2016
Empresas do setor automotivo precisam atualizar sistema de qualidade até 2018