NOTÍCIAS
11/05/2017 | 20h37

Negócios

Uber: compartilhamento de carros resolve mobilidade urbana

Diretor da empresa diz que autônomos reduzirão em 90% os veículos nas ruas


GIOVANNA RIATO, AB

A Uber foi criada em 2009 sem grandes pretensões. A ideia era só oferecer uma solução de transporte rápido na época em que chamar um táxi poderia acarretar espera de 30 minutos. Anos depois, além de se tornar a maior plataforma de transporte individual do mundo, o negócio provocou uma externalidade bastante positiva: reduzir o trânsito de grandes cidades. Ao menos esta é a conclusão de Daniel Mangabeira, diretor da empresa no Brasil.

“Há 1,2 bilhão de veículos em circulação no mundo, mas as ruas e artérias das cidades são um bem escasso”, diz. O executivo destaca que os carros são responsáveis por 22% das emissões de gases do efeito estufa do planeta. No Brasil, os congestionamentos causam R$ 156 bilhões em perda de produtividade para a economia, aponta.

“Não nascemos para resolver a mobilidade urbana, mas ao longo do tempo percebemos que podemos ser parte da solução”, disse o executivo em palestra no Growth, Innovation and Leadership Summit, o GIL 2017, promovido pela Frost & Sullivan em São Paulo na quinta-feira, 11. Segundo ele, esta característica é mais evidente no serviço conhecido como Uber Pool, em que o aplicativo leva até quatro pessoas que saem de lugares próximos e têm destinos parecidos. Nas contas dele, em 2016 o uso do serviço fez com que carros deixassem de rodar 502 milhões de quilômetros no mundo com só um passageiro. “É uma forma de melhorar a ocupação da nossa frota também”, diz.

Ao deixar de circular os milhões de quilômetros adicionais, Mangabeira aponta que a frota parceira da empresa deixou de emitir 55 mil toneladas de CO2 e economizou no consumo de 23,4 milhões de litros de combustível. Os números são grandes mesmo com a participação modesta da modalidade nas corridas feitas pela plataforma de transporte: só 4% das viagens são de Uber Pool, número que deve subir para 25% até 2030, calcula.

Para o executivo, a maior ruptura deve acontecer com a chegada de carros autônomos nos próximos anos e com a integração deles na frota da empresa. Mangabeira destaca um número apurado em estudo da Morgan Stanley: os carros sem motorista têm potencial para diminuir em 90% o número de carros nas ruas. “Por isso já começamos a trabalhar para desenvolver e integrar estes modelos à nossa frota”, diz, destacando que o porcentual só será tão significativo se o uso dos veículos for compartilhado.

Comentários: 0
 

Comente essa notícia

Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de questões técnicas ou comerciais. Os comentários serão publicados após análise. É obrigatório informar nome e e-mail (que não será divulgado ao público leitor). Não são aceitos textos que contenham ofensas, palavras chulas ou digitados inteiramente em letras maiúsculas. Também serão bloqueados currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
Seu nome*: Seu e-mail*:

QUEM É QUEM NO SETOR AUTOMOTIVO

Encontre empresas e profissionais do setor.
Confira seus perfis e biografias.

Encontre empresas e profissionais do setor.

Encontre empresas e profissionais de comunicação.

Confira seus perfis e biografias.

COLUNISTAS

ALTA RODA | 16/08/2017
Mercado deve melhorar no segundo semestre, até por novas ações de varejo

Esta coluna é apoiada por:

Documento sem título
Advertisement Advertisement Advertisement Advertisement
INOVAÇÃO | 15/08/2017
Indústria automotiva precisa abrir os olhos para novas formas de trabalhar
DE CARRO POR AÍ | 11/08/2017
Carro tem ingredientes para ser um sucesso da Renault
AUTOINFORME | 10/08/2017
Para meio ambiente, carro elétrico no Brasil não tem a mesma importância que na Europa
DISTRIBUIÇÃO | 03/08/2017
Marca percorreu caminho árduo e conseguiu destronar a Toyota da 1ª posição
QUALIDADE | 03/07/2017
Rota 2030 terá missão de levar a indústria automotiva nacional até o futuro
Negócios | 08/03/2017
Tecnologia faz parte da receita para sair da crise
QUALIDADE | 23/11/2016
Empresas do setor automotivo precisam atualizar sistema de qualidade até 2018
Indústria | 01/08/2016
Declaração do presidente da FCA evidencia crise no setor de autopeças
Pressão de montadoras adia controle de estabilidade obrigatório
Tecnologia | 23/07/2015
Novas ferramentas de desenvolvimento encurtam caminho para a competitividade
Tecnologia | 13/03/2015
Setor enfrentará grandes mudanças nos próximos anos
MERCADO | 16/01/2015
Utilização do potencial só deve melhorar a partir de 2016
COMPETITIVIDADE | 08/04/2014
Interrupção do crescimento desafia fabricantes