Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Agrishow registra alta de 13% em negócios
LS Tractor vendeu 25% a mais nesta Agrishow que em 2016

Máquinas | 08/05/2017 | 19h55

Agrishow registra alta de 13% em negócios

Feira realizada em Ribeirão Preto, SP, movimentou mais de R$ 2,2 bilhões
MÁRIO CURCIO, AB

A Agrishow, maior feira agrícola do País, realizou um total de negócios de R$ 2,204 bilhões entre os dias 1º e 5 de maio. O resultando indica alta de 13% sobre a edição de 2016. O número pode ser ainda maior na soma dos negócios fechados pelos bancos e das transações iniciadas durante a feira, em Ribeirão Preto (SP), e que serão concluídas nas próximas semanas.

A feira reuniu na semana passada mais de 800 marcas e atraiu 159 mil visitantes, 6% a mais que o estimado pela organização. Um dos expositores, a LS Tractor, vendeu cerca de 390 tratores durante a Agrishow, 25% a mais do que na edição de 2016.

A marca faz parte do grupo LG. Começou a trazer seus tratores ao Brasil em 2012 e passou a montá-los em Garuva (SC) em 2013. “Temos modelos de 40 a 100 cavalos. Começamos a testar tratores maiores, com 115, 125 e 145 cv. A ideia é lançá-los na próxima Agrishow”, afirma o gerente de marketing de produto da LS Tractor, Astor Kilpp.

Uma rodada internacional durante a Agrishow resultou em US$ 17 milhões em negócios efetivos ou a ser fechados nos próximos 12 meses. Reuniu fabricantes instalados no Brasil e compradores (importadores, distribuidores e representantes) vindos da Argélia, Chile, Colômbia, Egito, Etiópia, Estados Unidos, Nicarágua, Nigéria e Peru.

Tags: Agrishow, Ribeirão Preto, LS Tractor, rodada de negócios, Astor Kilpp.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
AB Inteligência