Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Ford elimina envio de resíduos a aterros no Brasil
Sucata metálica compactada é um dos materiais gerados pela fábrica da Ford em Camaçari destinada à reciclagem

Indústria | 11/04/2017 | 15h28

Ford elimina envio de resíduos a aterros no Brasil

Camaçari se junta às fábricas paulistas com destinação correta de lixo

REDAÇÃO AB

A Ford atingiu em abril o índice zero de envio de resíduos a aterros sanitários em todas as suas fábricas no Brasil. A última a contribuir com o resultado é a unidade de Camaçari (BA) que concluiu neste mês o processo de separação e destinação correta de todos os seus resíduos. As outras duas fábricas da montadora, em São Bernardo do Campo e Taubaté (SP) já haviam zerado seus envios a aterros no ano passado.

“Zerar o envio de resíduos para aterro é uma conquista que faz parte do compromisso da Ford de investir em práticas sustentáveis e reduzir a sua pegada ambiental. É resultado de um intenso trabalho desenvolvido em todas as fábricas e que envolveu a participação de todas as áreas da empresa”, declara em nota o supervisor de qualidade ambiental para a América do Sul, Edmir Mesz. “Com essa etapa consolidada, vamos continuar buscando reduzir a quantidade total de resíduos proveniente dos processos produtivos.”

Para alcançar o índice, a Ford vem implementando diferentes ações na unidade baiana, que se intensificaram em 2011, quando iniciou a compostagem externa de lixo orgânico. O volume de resíduos que a planta enviava para aterro correspondia então a 11,26 kg por veículo produzido, o que foi reduzindo a cada ano.

Além disso, a unidade ampliou as ações de reciclagem em 2013 incluindo novos materiais como tecido, espuma, papel toalha, papéis gerados na linha de produção, reatores de iluminação e correias industriais. Em 2015, introduziu a primeira parte de processamento de copos plásticos e no ano passado adotou novos coletores de lixo comum e industrial, ao mesmo tempo em que revisou a rota de coleta de lixo e catalogação dos resíduos descartados, aumentando a lista dos materiais que podiam ser reciclados, como mantas de polietileno.

Houve ajustes também no restaurante da fábrica para reduzir o lixo comum. Todas as etapas foram acompanhadas por campanhas internas de conscientização dos empregados a fim de atingir uma mudança cultural e melhorar a separação dos resíduos e dar uma destinação correta a eles.



Tags: Ford, resíduos, aterro, reciclagem, sustentabilidade.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência