Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Internacional | 10/04/2017 | 20h01

Ford Ranger será vendida na China em 2018

Lançamento é parte da ofensiva da marca para o mercado global de picapes

REDAÇÃO AB

A Ford lançará a Ranger na China em 2018 como parte de sua ofensiva neste que é o maior mercado automotivo do mundo e onde estreou recentemente com o início de vendas da F-150 Raptor, versão off-road da Série F. A China possui um dos maiores potenciais de crescimento para o segmento: as picapes representam atualmente menos de 2% do mercado chinês, mas o país é o quarto maior consumidor desses veículos no mundo, com crescimento de 14% no último ano.

“Estamos empolgados em trazer a nossa linha de picapes para os consumidores do maior mercado automotivo do mundo”, disse Mark Fields, presidente mundial da Ford. “Vemos uma grande oportunidade de atender os compradores chineses que buscam picapes com maior capacidade, refinamento e estilo”, completa.

Em sua pesquisa de mercado, a montadora constatou que os chineses viam as picapes como veículos sem conforto e sem recursos modernos, mas o levantamento mostrou que esta percepção está mudando a partir da disseminação de informações sobre modelos que em outros mercados são muito mais equipados e oferecem um nível de conforto semelhante aos dos SUVs. A redução das restrições para o uso destes modelos em centros urbanos na China é outro fator que aumenta o interesse do consumidor local.

“Vemos a oportunidade de satisfazer uma necessidade atualmente não atendida na China, com picapes de classe mundial, refinadas e com estilo – e também de sermos pioneiros nesse crescente segmento”, diz o presidente da Ford Ásia Pacífico e da Ford China Dave Schoch. “A Ford Raça Forte é uma marca consagrada, que data de 1976, e acreditamos no seu grande potencial de aceitação entre os consumidores chineses”.

A Ford avança em seus planos com a Ranger: a montadora anunciou no último dia 28 que voltará a fabricar a picape nos Estados Unidos, em uma de suas fábricas no Michigan, para a qual destinará US$ 850 milhões para produzir a nova Ranger a partir de 2018. O investimento é parte do aporte anunciado pelo próprio Fields em janeiro, durante o Salão de Detroit, anúncio feito logo após desistir de investir no México, um reflexo da ameaça de Donald Trump, em aumentar os impostos de veículos feitos no país vizinho (leia aqui).



Tags: Ford, Ranger, picape, China.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência