Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Lançamentos | 10/04/2017 | 19h0

BWM Série 5 recebe novos recursos semiautônomos

Parte da linha do sedã absorveu tecnologias lançadas na Série 7

MÁRIO CURCIO, AB

Mostrada no Salão de Detroit em janeiro deste ano, a nova Série 5 da BMW está chegando ao Brasil em duas versões, 530i M Sport, de R$ 314.950, e 540i M Sport, de 399.950. A primeira tem motor 2.0 de quatro cilindros e 252 cavalos e a outra, 3.0 de seis cilindros e 340 cv. Turbo e injeção direta de gasolina estão em ambas.

A transmissão é automática com aletas para trocas de marcha atrás do volante. Os carros chegam em maio às concessionárias: “Acreditamos em um volume equilibrado entre as duas versões, mas neste início as vendas dos 540i serão maiores”, afirma a diretora de marketing da BMW, Nina Dragone, sem revelar o volume pretendido.

Os Série 5 vêm de Dingolfing, na Alemanha. Eles substituem o 528i (245 cv) e o 535i (306 cv) e se juntam no Brasil a outros BMW importados e aos nacionalizados na fábrica de Araquari (SC), como os sedãs da Série 3 e os utilitários esportivos X1, X3 e X4.

A nova geração da Série 5 recebeu vários itens tecnológicos da Série 7. Os recursos de direção semiautônoma presentes no 540i fazem muito mais do que manter a distância do veículo à frente. Um sistema auxiliar de direção conserva o carro na trajetória em velocidades até 210 km/h, usando como referência o veículo que estiver adiante e as faixas pintadas no asfalto.

BMW
Carroceria ficou até 100 kg mais leve com uso de novos aços, alumínio e magnésio. Pacote de conectividade inclui chamada de emergência inteligente, GPS com informações de trânsito, central de ajuda ao motorista e Bluetooth. Ar-condicionado do 540i tem quatro zonas de temperatura.

Um assistente de mudança de faixa detecta se a pista ao lado está livre e sem outros veículos se aproximando. Em seguida o sistema ajuda o motorista a mudar de faixa. O recurso funciona entre 70 e 180 km/h.

Um alerta informa o motorista em caso de saída da pista e o ajuda a retornar para a faixa em que rodava. Funciona entre 70 e 210 km/h. Há um aviso de colisão lateral capaz de advertir o condutor visualmente e com vibrações no volante se outro carro se aproximar demais. E caso haja espaço suficiente do lado oposto o carro vai por si só nessa direção a fim de evitar o impacto. O funcionamento ocorre entre zero e 210 km/h.

A Série 5 mede agora 4,94 metros. Ficou quatro centímetros mais comprida. O porta-malas tem capacidade entre 390 e 530 litros (10 l a mais que na geração anterior). A carroceria utiliza aços de alta e ultra-alta resistência, alumínio, magnésio e se tornou até 100 quilos mais leve.

O ar-condicionado do 540i tem quatro zonas distintas de temperatura. O pacote de conectividade deste e também do 530i incluem chamada de emergência inteligente, navegador GPS com informações de trânsito em tempo real, central de ajuda ao motorista e Bluetooth, entre outras funções.

BMW
Porta-malas transporta entre 390 e 530 litros. Estepe e porta-objetos ficam escondidos sob a tampa do assoalho.

Desde 1972, quando foi lançada, a Série 5 teve 7,6 milhões de unidades vendidas em todo o mundo. No Brasil, por causa dos preços elevados, ela representa menos de 5% do mix da BMW.

Como consequência da retração de mercado, as vendas da BMW caíram 25,2% em 2016 na comparação com o ano anterior. Sua fábrica de Araquari deixou de montar a Série 1 e o Mini Countryman. Este mudou de geração em 2016 na Europa e a montadora preferiu passar a importá-lo da Áustria em vez de produzi-lo localmente.

Tags: Salão de Detroit, BMW, Série 5, Série 7, Nina Dragone, Dingolfing, Araquari, X1, X3, X4, Mini, Countryman, Série 1.


Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência