Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Sergio Marchionne deixará a FCA em 2019
Ao centro, Sergio Marchionne e John Elkann durante inauguração do polo automotivo Jeep em Goiana (Pernambuco), em 2015

Carreira | 07/04/2017 | 17h33

Sergio Marchionne deixará a FCA em 2019

Informação é dada pelo chairman do grupo e herdeiro da Fiat, John Elkann

REDAÇÃO AB

O CEO do grupo FCA, Sergio Marchionne, deve seguir em sua função até 2018 e deixar o cargo em 2019, disse o chairman do grupo, John Elkann, herdeiro de Gianni Agnelli (fundador da Fiat) e presidente da Exor, holding que controla a Fiat, Ferrari e outras empresas que pertencem à família Agnelli. O executivo fez sua declaração na quinta-feira, 6, durante um evento promovido pela revista italiana Panorama, no Palácio Madama, em Turim, na Itália.

“Marchionne vai deixar a FCA em 2019. Em 2018 ele vai continuar a trabalhar com a gente, porque ele quer continuar o plano ambicioso para Fiat Chrysler”, disse. “Marchionne é um talento único, nós tivemos muita sorte de trabalhar com ele. Na FCA, temos muitas pessoas boas que podem sucedê-lo”, continuou o executivo.

O próprio Marchionne já havia dito há alguns anos sobre sua intenção de deixar o cargo que assumiu em 2005. No entanto, decidiu continuar como CEO em 2018 para dar continuidade aos planos da FCA.

Ele assumiu o cargo de CEO em 2004, quando a empresa ainda era Grupo Fiat e que na época já tinha uma parceria com a Chrysler. Entre seus maiores trunfos, destacam-se o processo de renegociação com a General Motors, que em 2000 havia comprado 20% de participação na empresa italiana, sendo que em 2005 a GM pagou US$ 2 bilhões à Fiat após uma negociação entre Marchionne e o então presidente da GM, Rick Wagoner, o que salvou o caixa da montadora naquele ano.

Além disso, Marchionne conduziu um processo de reestruturação e de lançamentos que atraíram novamente os consumidores, e claro, a fusão entre a Fiat e a Chrysler em janeiro 2014, resultando na criação do novo Grupo FCA (leia aqui).



Tags: FCA, Fiat Chrysler, Sergio Marchionne, John Elkann.

Comentários

  • Bruno

    Na verdade, ou na prática, o que o Marchionne fez foi afundar e quebrar o grupo Fiat. Ele entrou em uma parceria/fusão suicida com a Chrysler. O grupo Chrysler estava falido e levou a FIAT junto.... O Sr. Marchionne estava fazendo um papel ridículo nos estados unidos igual camelô oferecendo o grupo FCA e ninguém quer comprar a bomba... Agora ela está sendo vendida para o grupo chines GAC motors... Quem diria, o grupo FCA virando FXL Fiat Xing Ling... Era uma vez a FIAT...

  • Carlos Silva

    Uma pena, pois o Sergio Marchionne é o melhor presidente de montadora.

  • luiz guimarães

    E QUAL É MESMO NÚMERO DO FAX DELE? REALMENTE É UM GRANDE "CHAIRMAN", TALVEZ O MELHOR DE TODOS QUE JÁ PASSARAM PELA FIAT.

  • Olavo Alves

    O Sergio Marchionne revolucionou a indústria automobilística mundial com a sua criatividade e capacidade intelectual. A Fiat Chrysler Automobiles combinou as melhores tecnologias do mundo: a norte-americana e a italiana.

  • Roberto

    Uma vez a FCA vendida e entregue para o novo dono, o que ele vai fazer lá? Vai voltar pra Itália e botar um pijama... Em tempo, os 3 comentários anteriores pela idolatria ao Marchionne parecem ser de funcionários da empresa. Falar que o Marchionne é o melhor presidente de montadora, , que combinou as melhores tecnologias do mundo, usa e Itália, aí é demais!!! (Não seria Alemanha e Japão??????) De bate pronto lembrei do Carlos Ghosn que é infinitamente melhor que esse falastrão italiano. Um recuperou e revolucionou a Nissan no Japão, o outro mergulhou a Fiat na aventura de comprar as falidas Chrysler/Jeep/Dodge/Ram e parece que as falidas engoliram a adquirente e foram todas pro buraco juntas...

  • Luiz Guimarães Jr.

    Concordo plenamente caro amigo: Alemanha & Japão são as melhores tecnologia do mundo. Porém gostaria de adquirir o FAX do Sr. Marchionne. Por acaso, você o tem?

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência