Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Crédito | 07/04/2017 | 13h13

Consórcio de leves cresce 19% no 1º bimestre

Segmento foi bem em venda de cotas, contemplações e outras análises da Abac

MÁRIO CURCIO, AB

O setor de consórcios registrou crescimento no primeiro bimestre motivado especialmente pela venda de veículos leves, incluídos aí automóveis, picapes e utilitários. A venda de novas cotas para leves no período somou 169,1 mil unidades, 19,1% a mais que no mesmo período do ano passado. Já o consórcio para veículos como um todo (leves, pesados e motos) cresceu apenas 7,4%.

Os números foram divulgados pela Associação Brasileira das Administradoras de Consórcio (Abac). Segundo o presidente da Honda Serviços Financeiros, Ricardo Tomoyose, o crescimento dos consórcios para os automóveis é “estimulado pelo cenário econômico atual, já que a modalidade aparece como alternativa segura em meio à instabilidade financeira”. A possibilidade de parcelamento em até 80 vezes, com prestações pequenas, é outro ponto levantado pelo executivo.

Além do aumento das vendas de cotas, os veículos leves anotaram alta em todos os outros pontos analisados pela Abac. Os participantes ativos, aqueles que estão pagando suas parcelas tendo ou não sido contemplados, cresceram 5,9%.

O volume de créditos comercializados, que é o resultado das novas cotas multiplicado pelos seus valores, subiu 22,1%. O tíquete ou valor médio das cotas cresceu 5,9%. As contemplações, traduzidas em cartas de crédito emitidas aos consorciados, subiram 4,5%. E o volume de créditos disponibilizados, somatório dos valores das cartas de crédito, cresceu 5%.

Para as motos, a venda de novas cotas no primeiro bimestre somou 141 mil unidades, 4,1% a menos que o anotado no primeiro bimestre de 2016. No entanto, o volume de créditos comercializados cresceu 2,7%. Subiu também o tíquete médio das cotas, em 9%. Mas caiu bastante o número de contemplações de motocicletas. O primeiro bimestre teve 93 mil cartas emitidas, 21,8% a menos que no mesmo período do ano passado.

Para os veículos pesados, incluídos aí caminhões, ônibus, semirreboques, máquinas agrícolas e implementos, a venda de 5,9 mil novas cotas no primeiro bimestre resultou em alta de 16,8% sobre iguais meses de 2016. O volume de créditos comercializados cresceu 13,5%. As contemplações recuaram 5,7% e o número de participantes ativos se manteve estável em 282 mil.



Tags: Consórcios, Abac, veículos leves, automóveis, picapes, utilitários, motos, caminhões, ônibus.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência