Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Trimestre foi de queda, mas ano será de alta nas vendas de veículos
Antonio Megale, presidente da Anfavea (foto: Mário Curcio)

Mercado | 06/04/2017 | 18h22

Trimestre foi de queda, mas ano será de alta nas vendas de veículos

Anfavea sustenta expectativa para o ano, mas já espera queda em abril

GIOVANNA RIATO, AB

O primeiro trimestre de 2017 terminou com leve contração nas vendas de veículos. Os emplacamentos encolheram 1,9% para 472 mil veículos entre leves e pesados, segundo a Anfavea, associação que representa as montadoras instaladas no Brasil. A entidade garante que o número não decepciona. “Sabíamos que seria uma situação mais difícil no começo do ano, tendendo à estabilização para só então começarmos a registrar crescimento no segundo semestre”, conta Antonio Megale, presidente da entidade.


- Veja aqui os dados do 1º trimestre
-Veja aqui outros dados da Anfavea
- Confira mais estudos e estatísticas em AB Inteligência

Enquanto as vendas de veículos leves encolheram apenas 1,1% no primeiro trimestre, para 184,1 mil unidades, a demanda por pesados despencou. Foram negociados apenas 9,6 mil caminhões, com retração de 26,3% sobre janeiro a março de 2016. Já os licenciamentos de ônibus encolheram 34,2%, com 1,7 mil chassis.

O balanço dos primeiros três meses do ano só não foi pior por causa do bom resultado de março. Foram vendidos 189,1 mil veículos no mês, com aumento de 39,4% sobre o minguado resultado de fevereiro e ainda evolução de 5,5% na comparação com o mesmo mês de 2016. “Desde dezembro de 2014 o mercado brasileiro não registrava crescimento na comparação anual”, destaca Megale. Ele admite que houve um boom das vendas às empresas e frotistas no mês, algo que contribuiu para a performance positiva.

O resultado reflete ainda o grande número de dias úteis de março, que somou 23 dias de vendas. A média diária de emplacamentos também aumentou para 8,2 mil veículos/dia – um crescimento de 9,3% sobre fevereiro. O presidente da Anfavea admite, no entanto, que mesmo se o patamar se mantiver o mesmo em abril, o mês tende a ser bem mais fraco em volume total de vendas. “Teremos dois feriados na sexta-feira, justamente o nosso melhor dia da semana para emplacamentos”, reflete, destacando que serão apenas 18 dias úteis.

Dessa forma, Megale reconhece que o crescimento das vendas verificado em março ainda não é consistente. “O resultado do nosso setor é muito relacionado ao medo da população de perder o emprego. Quanto maior ele é, menores são as nossas vendas”, diz, lembrando que o número de pessoas desocupadas no País ainda é muito alto, o que impede reação mais sólida.

Mesmo com o cenário adverso, ele mantém a perspectiva de que 2017 termine com resultado positivo. “Ainda que seja modesto, teremos um crescimento que servirá como indicador importante do começo da reversão da queda dos últimos anos”, observa. A expectativa é de que o ano termine com aumento de 4% nos emplacamentos, para 2,06 milhões de veículos entre leves e pesados.

Confira, em vídeo, o balanço dos números da indústria automotiva no 1º trimestre:



Tags: vendas, veículos, mercado, Anfavea, Antonio Megale.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência