Automotive Business
  
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Após acidente, Uber suspende testes com autônomos nos EUA

Tecnologia | 27/03/2017 | 17h04

Após acidente, Uber suspende testes com autônomos nos EUA

Polícia diz que colisão não foi causada pelo carro autoguiado

REDAÇÃO AB

A Uber decidiu interromper os testes com carros autônomos que estavam em curso nos Estados Unidos até que fiquem esclarecidas as causas do acidente que envolveu um modelo da frota da empresa equipado com a tecnologia. Na última sexta-feira, 24, um Volvo XC90 que rodava em modo autoguiado colidiu com outro veículo e tombou em uma via de Tempe, no Arizona.

A polícia da cidade já declarou que o acidente foi causado por falha humana do condutor do outro carro. Segundo as autoridades, o automóvel teria avançado em uma situação em que a preferência era do veículo da Uber. Como aconteceu em alta velocidade, o SUV tombou, mas ninguém teve ferimentos graves. No momento do impacto, o carro da empresa de transporte individual não levava passageiros, apenas dois engenheiros da própria companhia que estavam ali justamente para monitorar e gerenciar o sistema de condução autônoma.

Diante da situação, a Uber decidiu suspender temporariamente os testes com carros autoguiados não só no Arizona, mas também em São Francisco e em Pittsburgh, onde a empresa tinha começado a testar a tecnologia entre o fim de 2016 e o início deste ano. O acidente é mais uma de uma notícia ruim para a companhia, que se empenha para mudar sua cultura interna depois de ser acusada de ser sexista (leia aqui).

O caso volta a aquecer o debate sobre os carros autônomos, que têm como maior objetivo melhorar a segurança viária. Alguns acidentes já aconteceram com modelos com a tecnologia de outras empresas. O mais grave deles envolveu um veículo da Tesla que rodava em modo semiautônomo quando colidiu com um caminhão, causando a morte do motorista do automóvel. A NHTSA, órgão de segurança viária dos Estados Unidos, concluiu, no entanto, que a tecnologia não falhou e que o acidente foi causado por distração do condutor, já que o carro não era totalmente autônomo.

O Arizona é uma das regiões do país que estimulam o desenvolvimento de veículos com a tecnologia por acreditar que estes modelos têm potencial para trazer grande benefício em segurança. Mais de 40 mil pessoas morreram em acidentes viários nos Estados Unidos no ano passado. A estimativa é que falhas humanas sejam responsáveis por pelo menos 90% dos acidentes, causando mais de 1 milhão de mortes por ano globalmente.



Tags: Uber, carro autônomo, acidente.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência