Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Grupo Volkswagen recua 2,6% no 1º bimestre

Balanço | 20/03/2017 | 20h05

Grupo Volkswagen recua 2,6% no 1º bimestre

Vendas mundiais foram impactadas por retração ocorrida na China

REDAÇÃO AB

As vendas mundiais do Grupo Volkswagen primeiro bimestre somaram 1,5 milhão de veículos, registrando pequena queda de 2,6% em relação ao mesmo período do ano passado.

A retração ocorreu sobretudo pelo menor volume de vendas na Ásia-Pacífico, onde foram entregues 616,5 mil unidades em janeiro e fevereiro, 9,5% a menos que no mesmo período de 2016. Na China, maior mercado da região, foram vendidos 567 mil veículos do grupo, uma queda de 9,6%. O ano-novo chinês e uma redução temporária de entregas pela Audi, decorrente do planejamento em concessionárias, motivaram a retração.

Em toda a Europa foram repassados 620,1 veículos do grupo, 2,6% a mais que no primeiro bimestre de 2016. A porção ocidental do continente respondeu por 514,6 mil veículos, anotando ligeiro crescimento de 0,7%. A Alemanha absorveu 188,6 mil unidades, registrando queda de 3,3%.

As regiões central e leste da Europa apresentam melhor desempenho que o observado em 2016 e neste primeiro bimestre entregaram 105,5 mil unidades, crescendo 12,5% sobre o mesmo período do ano passado. A alta foi ajudada pela recuperação do mercado russo, que teve 23 mil veículos entregues e acréscimo de 4,1%.

A América do Norte também cresceu neste início de ano. Com 133,9 mil veículos, obteve alta de 8,5%. Somente os Estados Unidos compraram 84,3 mil unidades na região, acréscimo de 13,6%. O desempenho se deve em parte à base de comparação ruim, já que as vendas da região no início de 2016 sofriam os reflexos do dieselgate.

A América do Sul registrou a venda 75 mil veículos do grupo e cresceu 6,4%. O Brasil, maior mercado da região, absorveu 39 mil unidades e anotou queda de 13,7%.

DESEMPENHO POR MARCA

As vendas da marca Volkswagen em todo o mundo somaram 880 mil unidades nestes dois primeiros meses, anotando queda de 3,9%. Da Audi foram 249,1 mil carros, 7,7% a menos. Ambas refletem a retração ocorrida neste início de ano no mercado chinês.

A marca tcheca Skoda entregou 174,9 mil veículos, anotando leve alta de 2,7%. A espanhola Seat vendeu 64 mil unidades e cresceu 13,6%. Da fabricante de esportivos Porsche foram entregues 36,1 mil carros, alta de 3%. A renovação do Panamera vem ajudando a manter o desempenho positivo da fabricante de Stuttgart.

A divisão Volkswagen Veículos Comerciais somou 68,3 mil unidades no bimestre, leve alta de 2,2%. A MAN entregou 14,5 mil caminhões e anotou crescimento discreto de 1,7%. A sueca Scania vendeu 11,8 mil unidades e cresceu 5,5%.



Tags: VW, Volkswagen, vendas mundiais, Audi, Skoda, Seat, Porsche, Scania, MAN.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência