Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
FCA estruturou área com autonomia para inovar
Projeto do Fiat Mio foi o começo do novo olhar da FCA sobre inovação

Negócios | 20/03/2017 | 19h03

FCA estruturou área com autonomia para inovar

Departamento de future insights apoia planejamento estratégico

GIOVANNA RIATO, AB

“Para ter novas ações, precisamos nos estruturar e pensar de novas maneiras.” É assim que Mateus Silveira resume os motivos que levaram a FCA a criar em 2014 a área de future insights, comandada por ele com a meta de inovar. Ali ele tem a missão de pensar na sustentabilidade do negócio no longo prazo, de cruzar os interesses estratégicos da companhia com as tendências tecnológicas, comportamentais e sociais. Como diz Silveira, é “inovação guiada pelo comportamento humano”.

O plano morreria na praia se a área fosse estruturada de forma convencional dentro da empresa. “Sou um exército de homem só”, resume o designer, que tem trajetória de 12 anos na FCA. No comando do departamento, ele entendeu que não faria sentido montar uma equipe fixa para inovar. Com as mesmas pessoas, a empresa teria visão limitada. Era importante montar equipes com diferentes competências para cada projeto, ter liberdade para reunir profissionais de fora e de dentro da FCA. “A antiga forma de trabalhar já não servia”, defende.

Com este conceito, uma das primeiras iniciativas da área foi o Futuro das Cidades (leia aqui), projeto que nasceu para investigar a realidade das grandes cidades brasileiras, fomentar a discussão sobre mobilidade e, assim, identificar oportunidades para a companhia. Para concretizar a iniciativa, o projeto contou com o envolvimento de 250 especialistas, entre profissionais de diversas áreas, conta Silveira.

INDEPENDÊNCIA PARA INOVAR

A dinâmica do trabalho de future insights é a de um laboratório. A área apoia o planejamento estratégico de produto, mas tem toda a independência para trabalhar, o que permite a Silveira experimentar métodos e caminhos diferentes. Um dos exemplos, é o conceito de colisões improváveis, em que a FCA trabalharia em parceria com uma companhia de outro setor para gerar melhoria para o cliente. “A experiência do consumidor com um carro da Fiat é interrompida quando ele chega em casa e vai usar um eletrodoméstico, por exemplo. Pensamos em como unificar isso, trabalhar pela simplicidade fluida”, conta.

Silveira diz que o projeto chegou a ir adiante em algumas etapas e a companhia trabalhou com uma empresa da área de bens de consumo. O projeto, lembra, acabou não virando um produto para o mercado. “Acho que era uma ideia meio futurista para aquele momento”, diz. De qualquer forma, ele assegura que o aprendizado e os avanços desenvolvidos ficaram para ser replicados e aprimorados em outras iniciativas. Valeu o esforço, garante.

Silveira conta que tem o essencial, que é o apoio da liderança da companhia, que entende como estratégico o esforço para arejar a empresa e trabalhar a visão de futuro. Com isso, ele tem o espaço que precisa para fazer o seu papel. O desafio, conta, é gerenciar equipes e interesses diferentes em cada iniciativa. “Só consigo coordenar dois projetos por vez”, diz.

FIAT MIO FOI PONTO DE PARTIDA

Antes de virar uma divisão do negócio, a semente do que seria o future insights foi plantada quando a companhia fez, em 2008, o projeto do Fiat Mio, iniciativa que invertia a lógica do desenvolvimento de produto ao desenvolver um carro conceito a partir de plataforma colaborativa. O público participava on-line, registrando o que deveria ser priorizado no modelo. Na época, Silveira era chefe da área de design da empresa e viu ali o potencial para trabalhar de novas maneiras. Desde então este olhar evoluiu até o estabelecimento de um departamento corporativo formal.



Tags: FCA, Future Insights, inovação, Mateus Silveira.

Comentários

  • marcos luchese

    achei interessante a dinâmica utilizada no que diz respeito a restruturação da equipe buscando diferentes pessoas para diferentes projetos , com uma visão de fora para dentro não se limitando ao convencional . muito bom !

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência