Automotive Business
  
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Negócios | 20/03/2017 | 18h00

Ferdinand Piëch negocia venda de sua parte no Grupo Volkswagen

Acionista tem desentendimento público com a companhia

REDAÇÃO AB

As famílias Porsche e Piëch informaram na sexta-feira, 17, que estão em negociações para comprar a parte de Ferdinand Piëch na Porsche SE, empresa holding controladora que detém 52% das ações do Grupo Volkswagen. O objetivo, segundo relatam fontes às agências de notícias, é aumentar a participação dos Porsche e reduzir ou eliminar a influência no negócio de Ferdinand Piëch, que por anos usou seu poder de acionista majoritário para influenciar com mão-forte as decisões do grupo, especialmente na nomeação dos membros da diretoria e na aquisição de várias marcas fabricantes de veículos, como a própria Porsche.

Piëch renunciou à presidência do conselho do Grupo VW em abril de 2015, poucos meses antes da eclosão do dieselgate, o escândalo das emissões acima dos limites legais de motores diesel da VW, que em setembro do mesmo ano provocou a renúncia do CEO Martin Winterkorn – que presidiu a Audi e foi alçado ao comando de todo o grupo em manobra arquitetada pelo próprio Piëch. São públicos os desentendimentos do acionista com a atual direção do grupo, nomeada por pressão da porção Porsche dos controladores, a começar pelo CEO Matthias Müller, que antes era presidente da marca de superesportivos Porsche e assumiu o lugar de Winterkorn após o dieselgate.

O episódio mais recente que expôs a briga entre acionistas aconteceu há pouco mais de um mês, após Piëch declarar a jornais que havia alertado diretores do grupo sobre a possibilidade de problemas com as emissões dos motores diesel seis meses antes de o escândalo estourar. Em resposta, o Grupo Volkswagen declarou oficialmente que estudava tomar medidas legais contra o ex-chairman (leia aqui).

Segundo comunicado oficial da holding Porsche SE, não há certeza de realização do negócio e nem previsão de quando seria efetivada a compra das ações de Piëch, que seriam transferidas a outros membros da própria família e dos Porsche. Também não há definição de como ficaria a nova estrutura societária da companhia. Contudo, fontes familiarizadas com as negociações disseram à agência Reuters que a transação deve ser fechada em breve, talvez antes do fim de março, com o desejo do Grupo VW em estancar o desgaste entre seus controladores.

Ferdinand Piëch completa 80 anos em abril e tem 14,7% de participação acionária Porsche SE. Pela cotação mais recente das ações da holding, o valor da parte dele na empresa é estimado em € 1,1 bilhão. Ainda segundo fontes disseram à Reuters, as famílias Porsche e Piëch pretendem comprar a maior parte dos papeis do acionista e já negociaram as formas de financiar a aquisição.



Tags: Ferdinand Piëch, Grupo Volkswagen, Porsche SE, negócio, acionistas.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência