Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Energia | 03/03/2017 | 19h07

Montadoras se unem para criar padrão de veículo elétrico

Projeto prevê que carros se tornem parte da rede, recebendo e fornecendo energia

REDAÇÃO AB

Um projeto de origem dinamarquesa denominado Parker está traçando o caminho para a próxima geração de veículos elétricos: formado por equipes da Nissan, Mitsubishi e Grupo PSA, além das empresas como Enel, Nuvve e Insero, especializadas em redes integradas. Orçado em equivalentes € 2 milhões, a ideia é desenvolver um padrão universal para que veículos elétricos possam colaborar para um futuro sistema de geração de energia renovável, no qual o veículo é integrado como ativo e fonte de energia.

Para isto, as montadoras participantes do projeto já implementaram a tecnologia V2G – vehicule-to-grid (veículo para a rede) em vários modelos de automóveis: ela possibilita que o veículo elétrico se torne parte de uma rede integrada: além de receber energia, ele poderá fornecê-la para a rede, apoiando ativamente a rede elétrica.

“É importante ter uma definição comum do que é o veículo de rede integrada, pois garante que os carros, por meio de suas marcas que produzem em série, tenham as capacidades técnicas necessárias para apoiar de forma a melhorar a rede”, explica o gerente do projeto Parker, Peter Bach Andersen.

Para chegar a esta definição comum, o projeto dinamarquês demonstrará e definirá as capacidades técnicas que os futuros veículos elétricos devem suportar para lançar o V2G em todo o mundo. Além disso, o projeto dará os primeiros passos para o desenvolvimento de um certificado de Grid Integrated Vehicle (GIV – Veículo de Rede Integrada), o qual os fabricantes de automóveis podem solicitar para registrar a capacidade dos veículos de suportar a rede. As capacidades do V2G tornarão os futuros veículos elétricos mais atraentes para os consumidores, uma vez que poderão, entre outras coisas, vender serviços à rede.

No projeto, os parceiros vão explorar as oportunidades comerciais viáveis, testando e demonstrando os serviços V2G em todas as marcas de automóveis. Também serão identificadas barreiras econômicas e regulatórias, bem como os impactos econômicos e técnicos das aplicações deste no sistema energético e em seus mercados.

“A Nissan é conhecida pela inovação e qualidade, particularmente nos veículos elétricos, e pretende ser líder no desenvolvimento de veículos-para-rede", gerente de V2G e armazenamento da Nissan, Nicolas Joubaud. “Nós estamos orgulhosos de participar do projeto Parker, o que nos dará uma compreensão ainda maior de como integrar veículos elétricos na rede em uma escala maior. A Nissan acredita que a integração da rede vai revolucionar o mercado de energia por meio da transformação de um veículo elétrico em um ativo de energia”.

“O V2G é uma das tecnologias mais promissoras por meio da qual estes desafios podem ser enfrentados e, por isso, além de participar do projeto Parker, desenvolvemos também o Frederiksberg Pilot na Dinamarca, que é o primeiro hub V2G comercial na Europa”, disse o responsável global de infraestrutura e redes do Grupo Enel, Livio Gallo.

Como parte do projeto, o Parker irá interagir e extrair os dados do Frederiksberg Pilot, além de realizar testes com sete veículos elétricos e seis estações de carga.



Tags: Veículo elétrico, padrão, rede integrada, energias renováveis.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência