Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Balanço | 23/02/2017 | 20h30

PSA tem rentabilidade recorde com lucro líquido de € 2,15 bi

Ganho cresceu 79% e margem operacional saltou de 5% para 6%

PEDRO KUTNEY, AB

No balanço financeiro de 2016 divulgado pela companhia na quinta-feira, 23, o Grupo PSA comemorou resultados que superaram as expectativas, registrando a maior rentabilidade de sua história centenária apenas um ano após ter voltado a dar lucro. A margem operacional alcançada foi de 6%, um ponto porcentual maior do que os 5% de 2015, demonstrando expressiva recuperação ante 0,2% em 2014 e -2,8% em 2013.

O destaque é que o lucro líquido apurado de € 2,15 bilhões, 79% maior do que o registrado um ano antes, foi obtido de faturamento levemente menor, de € 54 bilhões em 2016 contra € 54,7 em 2015. Segundo comunicado da companhia, o resultado foi possível graças ao lançamento de produtos com rentabilidade substancialmente maior, em estratégia denominada pricing power, que conseguiu compensar a taxa de câmbio desfavorável para o balanço da companhia. O fluxo de caixa livre acumulado, que estava negativo em € 1 bilhão em 2013, avançou de € 5,4 bilhões positivos em 2015 para impressionantes € 8,1 bilhões em 2016. O endividamento recuou de € 642 milhões líquidos para € 268 milhões no período de um ano.

“Esses resultados demonstram a capacidade de realizar de maneira recorrente excelentes desempenhos em um contexto adverso. É fruto do trabalho realizado para aumentar a eficiência operacional da empresa e da concentração de equipes competitivas na execução do plano Push to Pass”, declarou Carlos Tavares, presidente mundial do Grupo PSA, durante a divulgação dos resultados. “A companhia constrói cotidianamente um crescimento rentável e perene, reforçado pelo sucesso dos primeiros lançamentos de sua ofensiva de produtos”, acrescentou.

Com os bons resultados, a PSA elevou suas metas operacionais. O objetivo agora é alcançar margem operacional corrente média superior a 4,5% no período 2016-2018 e 6% em 2021, com crescimento de 10% no faturamento do grupo entre 2015 e 2018, visando 15% até 2021.

VOLUMES

As vendas mundiais do grupo seguem em expansão evolutiva ao ritmo de 100 mil veículos/ano, saindo de 2,8 milhões de unidades em 2013 para 2,9 milhões em 2014, 3 milhões em 2015 e 3,15 milhões em 2016, em crescimento de 5,8% no último ano contra o anterior. O maior avanço, de 112,8%, aconteceu na região composta por África e Oriente Médio, em resultado boa parte devido à joint venture Peugeot Khodrono, no Irã, que produziu 233 mil veículos do total de 383,5 mil vendidos na região.

Na América Latina, onde a PSA conseguiu registrar seu segundo lucro consecutivo de três dígitos (em milhões de euros) após anos de prejuízos de três dígitos (leia aqui), foi anotado o segundo maior crescimento porcentual de vendas, com 183,9 mil unidades, o menor volume entre todas as divisões do grupo, mas em alta de 17,1% sobre 2015.

O grosso das vendas continuam na Europa, onde o grupo entregou 1,93 milhão de veículos, em leve crescimento de 3,6% ante o ano anterior. Foram registradas quedas de volumes em todas as outras divisões: 618 mil unidades e retração de 16% na China/Sudeste Asiático; 10,5 mil e -12,6% na Eurásia; e 19,9 mil e -16,4% na Índia/Pacífico.

Em 2017, a PSA prevê o mercado automotivo estável na Europa, América Latina e Rússia; e crescimento de 5% na China.



Tags: Grupo PSA, PSA, Peugeot, Citroën, balanço, resultado, lucro.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência