Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mercado | 16/02/2017 | 23h59

Porsche cresceu 36% em 2016 e quer mais

Novo Panamera e outros lançamentos darão fôlego à marca em 2017
MÁRIO CURCIO, AB | De Tuiuti (SP)

Ao contrário do que ocorreu com outras marcas premium no Brasil, a Porsche encontrou espaço para crescer em 2016. Com 997 unidades, registrou alta de 36,2% sobre o ano anterior. A chegada dos novos 911, os bons volumes dos utilitários esportivos Cayenne e Macan e a abertura de três novas concessionárias ajudaram a companhia.

Sem cravar um número, o diretor-presidente da Porsche do Brasil, Matthias Brück, indica que há possibilidade de outra alta: “Estamos lançando o novo Panamera (veja aqui), traremos o 911 GTS e mostraremos novos produtos no Salão de Genebra (de 9 a 19 de março)”, diz.

Sobre o tamanho da rede de revendas, ele afirma: “Temos hoje nove concessionárias e este ano não haverá ampliação. Como foram abertos três novos pontos em 2016 é preciso ver como eles vão se desenvolver durante este ano.

Em relação à expectativa do Grupo VW para o País ele comenta: “Pelas reuniões de que participei, senti que os executivos acreditam em crescimento este ano, com o mercado ainda devagar no primeiro semestre e melhor no segundo.”

As vendas mundiais da Porsche somaram 237,8 mil unidades, registrando alta de 6%. O lucro líquido (até novembro) atingiu € 2,9 bilhões, anotando acréscimo de 12% sobre o mesmo período de 2015. “Fomos a fabricante de esportivos mais lucrativa do mundo”, conclui Brück.



Tags: Porsche, Matthias Brück, Panamera, Cayenne, Macan, 911 GTS.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
AB Inteligência