Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Mobilidade | 12/01/2017 | 18h02

Curitiba aprova proposta da Volvo para o transporte

Projeto Civi, que prevê nova linha de corredores BRT, deve entrar em licitação

REDAÇÃO AB

O consórcio formado pela Volvo, Cesbe, Nórdica e a Associação Metrocard receberam a aprovação do projeto proposto para a implantação de uma rede de transporte público de passageiros limpa para a capital Curitiba, no Paraná. O projeto Civi, City Vehicles Interconnected, apresentado pela montadora durante a última FetransRio (leia aqui) prevê a construção de uma nova linha integrada de corredores BRT equipada com tecnologia de conectividade e veículos limpos, como ônibus híbridos e até elétricos.

Uma vez aprovado, o projeto deve entrar em licitação, que ainda não tem data definida.

“O aspecto que nos atraiu foi a tecnologia proposta pela Volvo para esse tipo de projeto. O Civi é um modelo que não tem paralelo no mundo, além de atender as normas da Euro 6 de restrição à poluição e incorpora conectividade, permitindo prever com exatidão o horário de chegada do ônibus”, afirma o presidente do conselho de administração da Cesbe, Carlos de Loyola e Silva.

Projetada com cinco trechos de 106 quilômetros de extensão e que abrangem as principais regiões da cidade, o projeto prevê 300 novas estações conectadas via fibra ótica, com monitoramento por câmeras e informações em tempo real, por meio de painéis, internet e aplicativos para celulares. Segundo o executivo da Cesbe, há possibilidade de baixo custo para o cidadão.

“A nossa ambição é que as obras sejam executadas com bom planejamento e alto padrão de qualidade”, reforça.



Tags: Volvo, BRT, ônibus, Civi, transporte de passageiros, Curitiba, Cesbe, Metrocar.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência