NOTÍCIAS
09/01/2017 | 16h52

Mercado

Mercado de luxo encolhe em 2016, mas segue acirrado

BMW é líder no Brasil com apenas 260 unidades à frente da vice Audi


REDAÇÃO AB

BMW X5 foi um dos veículos premium mais vendidos no Brasil em 2016
O mercado de veículos de luxo no Brasil também encolheu em 2016: os emplacamentos somaram 36,2 mil unidades, considerando as marcas com os maiores volumes: Audi, BMW e Mercedes-Benz. Este total ficou 32,1% abaixo do registrado no ano anterior, quando as três licenciaram mais de 53,3 mil automóveis, de acordo com o balanço da Anfavea, que reúne as fabricantes.

Com 11.860 unidades vendidas, a BMW encerrou o ano como a líder do segmento premium no Brasil, à frente da vice-líder Audi, com apenas 260 unidades de diferença, uma vez que a Audi emplacou 11,6 mil veículos no ano passado. Ambas as marcas viram suas vendas diminuírem na passagem do ano: a BMW registrou queda de 25,2% sobre o resultado de 2015, enquanto a Audi encolheu 33,9%.

Por sua vez, a Mini, marca integrante do Grupo BMW, fechou o ano com a venda de 1.436 veículos, retração de 28% sobre os quase 2 mil emplacados em 2015. Somada com a BMW, as vendas do grupo chegaram a 13.296 unidades, 25,5% abaixo do relatado em 2015.

A Mercedes-Benz – que inaugurou sua fábrica de automóveis em março (leia aqui) foi a que registrou a maior queda e o menor volume entre as três maiores do segmento: a marca emplacou 11.285 veículos em 2016, resultado 35,6% menor que o de 2015. A Smart, do mesmo Grupo Daimler, entregou apenas 20 unidades no mercado brasileiro em 2016: um tombo expressivo se considerar as 614 unidades vendidas no ano imediatamente anterior. Somadas, Mercedes-Benz e Smart conferiram uma queda de 37,7% em 2016, para 11.305 unidades.

Outras marcas do segmento também viram suas vendas recuarem no Brasil no ano passado: caso da Jaguar Land Rover, que juntas emplacaram 7.489 veículos, volume 18,5% menor que o de 2015. Contudo, a Jaguar se saiu muito melhor que a Land Rover: com 796 veículos, a marca mais que dobrou suas vendas sobre o ano anterior, quando seu desempenho havia sido de 373 carros entregues ao mercado. Enquanto isso, a Land Rover, que também inaugurou fábrica no Brasil em 2016 (leia aqui) diminuiu seus volumes em 24%, para 6.693 unidades.

A marca de luxo que também teve bom resultado no País foi a Lexus, do Grupo Toyota: as vendas aumentaram 12,7% em 2016, passando de 402 para 453 unidades.

O desempenho de outras marcas de luxo, mas que não têm fábrica no Brasil, são afiliadas à Abeifa, associação que na sua maioria reúne importadoras. Seus resultados de 2016 podem ser vistos aqui.

Comentários: 0
 

Comente essa notícia

Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de questões técnicas ou comerciais. Os comentários serão publicados após análise. É obrigatório informar nome e e-mail (que não será divulgado ao público leitor). Não são aceitos textos que contenham ofensas, palavras chulas ou digitados inteiramente em letras maiúsculas. Também serão bloqueados currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
Seu nome*: Seu e-mail*:

QUEM É QUEM NO SETOR AUTOMOTIVO

Encontre empresas e profissionais do setor.
Confira seus perfis e biografias.

Encontre empresas e profissionais do setor.

Encontre empresas e profissionais de comunicação.

Confira seus perfis e biografias.

COLUNISTAS

ALTA RODA | 22/02/2017
Com Duster e o novo Captur, francesa aproveita maré alta dos SUVs

Esta coluna é apoiada por:

DE CARRO POR AÍ | 24/02/2017
Nissan apresentará dia 15 sua picape mexicana no mercado brasileiro
AUTOINFORME | 22/02/2017
Carro tem a preferência sobre todos os outros modais
QUALIDADE | 13/02/2017
Indústria automotiva precisa começar a pensar na retomada
INOVAÇÃO | 13/02/2017
Precisamos de bons exemplos que marcaram a história pela capacidade de ousar e criar
QUALIDADE | 23/11/2016
Empresas do setor automotivo precisam atualizar sistema de qualidade até 2018
O mundo está em transformação e é melhor ser parte da mudança do que esperar ela acontecer
DISTRIBUIÇÃO | 09/08/2016
Crise pode reduzir negócios no pós-venda ou ser oportunidade para manter clientes mais próximos
Indústria | 01/08/2016
Declaração do presidente da FCA evidencia crise no setor de autopeças
Pressão de montadoras adia controle de estabilidade obrigatório
Tecnologia | 23/07/2015
Novas ferramentas de desenvolvimento encurtam caminho para a competitividade
Tecnologia | 13/03/2015
Setor enfrentará grandes mudanças nos próximos anos
MERCADO | 16/01/2015
Utilização do potencial só deve melhorar a partir de 2016
COMPETITIVIDADE | 08/04/2014
Interrupção do crescimento desafia fabricantes