Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Dezembro marca recorde de exportação

Indústria | 05/01/2017 | 17h36

Dezembro marca recorde de exportação

Vendas externas dos fabricantes de veículos cresceram 24,7% em 2016

PEDRO KUTNEY, AB

As exportações são a melhor e única boa notícia de 2016 para os fabricantes de veículos instalados no Brasil, que embarcaram 520,3 mil unidades para mercados externos, confirmando assim alta de 24,7% sobre 2015, que ultrapassou em 2,6% as estimativas da Anfavea, associação que reúne as montadoras no País. “As vendas externas superaram todas as nossas previsões, mas este é um erro que sempre gostamos de cometer”, comemorou Antonio Megale, presidente da entidade, ao divulgar os números de fechamento do ano na quinta-feira, 5.

-Veja aqui os dados da Anfavea
-Leia também: Veja os resultados do setor automotivo em 2016


Foi o melhor dezembro de exportações da história da indústria automobilística nacional, com 62,9 mil veículos embarcados, número 10,8% superior ao de novembro e 36,1% acima do verificado no mesmo mês de 2015. Assim ficou consolidando o maior volume mensal de vendas externas da indústria não só deste ano, mas desde agosto de 2014; e o melhor resultado anual em três anos.

Segundo Megale, o balanço de 2016 “mostra o esforço que as empresas fizeram para exportar mais”. O principal mercado externo, de longe, continua sendo a Argentina, que cresceu no ano passado e comprou 380 mil dos 520 mil veículos embarcados pelo Brasil no período, ou 73% do total. O segundo maior cliente foi o México, mas sem avanço significativo, próximo da estabilidade, informou o presidente da Anfavea. Em termos porcentuais, os maiores aumentos de vendas foram para Colômbia e Chile.

Em 2017 os fabricantes de veículos esperam ampliar em torno de 7% as vendas externas, para perto de 560 mil unidades, prevendo a oficialização do acordo comercial automotivo com a Colômbia, hoje o terceiro maior mercado sul-americano (cerca de 250 mil veículos/ano), e também formalizar negociações em andamento com o Peru. Espera-se ainda que as exportações para a Argentina tendam a crescer um pouco mais e que as compras do México fiquem estabilizadas no patamar atual.

“As exportações mostram que podem trazer mais boas notícias para o setor. É um elemento fundamental para preencher a capacidade ociosa das fábricas (estimada em mais de 50% em 2016) nesse momento em que o mercado interno continua fraco”, avaliou Megale.

EXPORTAÇÃO EM VALORES

O desempenho das exportações em valores foi bem menos vistoso, mas ainda assim os US$ 10,66 bilhões vendidos pelas fabricantes em veículos, máquinas agrícolas e rodoviárias e componentes representam discreta alta de 1,6% sobre 2015 e o melhor resultado dos últimos três anos.

Dezembro foi o segundo melhor mês do ano em valores faturados pelas montadoras no exterior, com vendas de US$ 928,8 milhões, só perdendo para US$ 1,1 bilhão registrados em novembro – que foi o único mês a romper a barreira do bilhão de dólares desde junho de 2015. Seja como for, os valores embolsados com as exportações de veículos e peças estão em patamar abaixo do visto até 2013. Segundo Megale, isso acontece devido ao mix de produtos exportados, com vendas externas de bens de menor valor.

Assista abaixo reportagem da ABTV sobre os resultados da indústria automobilística em 2016



Tags: Anfavea, balanço, exportação, vendas externas de veículos, indústria.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência