Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Volkswagen: Europa aprova plano para reparar dieselgate

Internacional | 22/12/2016 | 20h0

Volkswagen: Europa aprova plano para reparar dieselgate

Montadora precisa consertar 9 milhões de vendidos no mercado europeu
REDAÇÃO AB

O Grupo Volkswagen conseguiu aprovação da KBA, autoridade alemã para o setor de transporte, para reparar os veículos a diesel com controle de emissões adulterado vendidos na região. A decisão do órgão vale para os 28 países do bloco europeu, onde foi licenciada a maior parte dos 11 milhões de veículos envolvidos no dieselgate globalmente. A companhia estima que será preciso consertar 9 milhões de carros na região das marcas Volkswagen, Audi, Skoda e Seat.

Cada uma das empresas vai comunicar seus consumidores para que eles levem os automóveis às concessionárias para fazer o reparo sem custo algum. comunicado distribuído pela companhia na quinta-feira, 22, aponta que as adaptações não terão impacto negativo sobre o consumo de combustível, na performance ou no nível de ruído dos propulsores.

A medida só vale para os carros vendidos na Europa. A companhia negociou outros termos nos Estados Unidos e no Canadá. Nestes mercados, além de reparar os carros para que as emissões de poluentes enfim fiquem dentro do permitido por lei, a empresa oferecer aos consumidores a opção de recomprar os veículos. Em qualquer uma das situações o Grupo Volkswagen paga ainda uma multa aos clientes prejudicados pelo problema.

Na Europa, no entanto, a montadora se recusou a oferecer acordo equivalente apesar da forte pressão das autoridades. A companhia argumenta que o problema não causou nenhuma perda financeira aos consumidores.

Tags: Volkswagen, dieselgate, Europa, diesel.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
AB Inteligência