NOTÍCIAS
14/12/2016 | 12h20

Trabalho

VW Taubaté terá estabilidade até 2022

Acordo garante empregos mas prevê abertura de demissões voluntárias


MÁRIO CURCIO, AB

Entre outros termos, acordo substitui reposição da inflação por abono salarial
Os metalúrgicos da Volkswagen de Taubaté aprovaram em assembleia o acordo coletivo para o ano de 2017 com extensão até 2022, garantindo estabilidade no emprego até lá. Os entendimentos entre a montadora e o sindicato local preveem abono em substituição ao reajuste salarial até agosto do ano que vem, mas com reposição da inflação para os anos seguintes.

O documento assegura também a Participação nos Lucros e Resultados (PLR), mas prevê a abertura de um Programa de Demissão Voluntária (PDV). As informações partiram do sindicato local dos metalúrgicos. A entidade, contudo, não informa quando será aberto o PDV, os termos do programa nem quantos funcionários a empresa pretende atingir.

Em agosto de 2015 a unidade tinha cerca de 5 mil funcionários e excedente de 500. Atualmente, segundo o sindicato, a fábrica emprega cerca de 4,5 mil trabalhadores. Estima-se que a VW espera ao menos 200 adesões ao PDV, já que todos os carros feitos na unidade tiveram quedas de venda superiores à média do mercado.

A planta é a única do País a produzir o Up! e o Voyage, cujas vendas no acumulado até novembro tiveram retração, respectivamente, de 29,2% e 43,2% ante os mesmos 11 meses de 2015.

Taubaté também monta o Gol, cujos emplacamentos regrediram 34,3%. A produção do modelo ocorre em paralelo com a fábrica de São Bernardo do Campo, que em agosto fechou acordo semelhante com o sindicato local a fim de evitar 3,6 mil demissões (veja aqui).

De acordo com o sindicato de Taubaté, as condições do documento ainda podem ser rediscutidas por causa da variação do mercado. Em nota, a montadora se mostrou satisfeita pelo entendimento: “A Volkswagen do Brasil considera que a aprovação do novo acordo coletivo pelos empregados de Taubaté representa mais um importante resultado para a unidade, garantindo o equilíbrio entre as necessidades do negócio e dos trabalhadores."

Comentários: 0
 

Comente essa notícia

Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de questões técnicas ou comerciais. Os comentários serão publicados após análise. É obrigatório informar nome e e-mail (que não será divulgado ao público leitor). Não são aceitos textos que contenham ofensas, palavras chulas ou digitados inteiramente em letras maiúsculas. Também serão bloqueados currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
Seu nome*: Seu e-mail*:

QUEM É QUEM NO SETOR AUTOMOTIVO

Encontre empresas e profissionais do setor.
Confira seus perfis e biografias.

Encontre empresas e profissionais do setor.

Encontre empresas e profissionais de comunicação.

Confira seus perfis e biografias.

COLUNISTAS

ALTA RODA | 17/05/2017
Latin NCAP gera confusão e dúvida nos testes que realiza

Esta coluna é apoiada por:

Advertisement
DE CARRO POR AÍ | 19/05/2017
Picape promete a cabine mais espaçosa do mercado
AUTOINFORME | 16/05/2017
Venda diária volta a recuar para baixo de 8 mil
QUALIDADE | 15/05/2017
Iniciativa tem potencial para melhorar a qualidade de vida da população
INOVAÇÃO | 24/04/2017
Ter empatia com consumidor é essencial para o sucesso
Negócios | 08/03/2017
Tecnologia faz parte da receita para sair da crise
QUALIDADE | 23/11/2016
Empresas do setor automotivo precisam atualizar sistema de qualidade até 2018
DISTRIBUIÇÃO | 09/08/2016
Crise pode reduzir negócios no pós-venda ou ser oportunidade para manter clientes mais próximos
Indústria | 01/08/2016
Declaração do presidente da FCA evidencia crise no setor de autopeças
Pressão de montadoras adia controle de estabilidade obrigatório
Tecnologia | 23/07/2015
Novas ferramentas de desenvolvimento encurtam caminho para a competitividade
Tecnologia | 13/03/2015
Setor enfrentará grandes mudanças nos próximos anos
MERCADO | 16/01/2015
Utilização do potencial só deve melhorar a partir de 2016
COMPETITIVIDADE | 08/04/2014
Interrupção do crescimento desafia fabricantes