NOTÍCIAS
05/12/2016 | 18h50

Internacional

Para brigar com Uber, VW investe em serviços e cria a marca Moia

Negócio entra em operação em 2017 e quer ser líder em mobilidade


REDAÇÃO AB

CEO da Moia, Ole Harms (esq.), e CEO do Grupo Volkswagen, Mathias Müller
A Volkswagen faz movimento consistente em busca de um modelo de negócio capaz de acompanhar as transformações que a mobilidade individual enfrenta. A companhia anunciou na Europa o lançamento da Moia, empresa dedicada a serviços de transporte via aplicativo, semelhante ao oferecido hoje pelo Uber. O início das atividades está previsto para setembro de 2017 na Alemanha. A unidade de negócios escolheu a capital Berlim para instalar a sua sede.

“A cidade é o local perfeito para nos orientar sobre o futuro e porque a Moia será uma empresa inovadora como este lugar é, onde vamos encontrar as mentes criativas que precisamos para estabelecer nossa startup e as atividades deste negócio. Queremos demonstrar que as soluções de mobilidade inovadoras são possíveis fora do Vale do Silício”, disse o CEO da empresa, Ole Harms, que acompanhou o CEO global do Grupo Volkswagen, Mathias Müller, durante o evento de lançamento realizado na segunda-feira, 5, em Londres, na Inglaterra.

Inicialmente, a nova divisão contará com time de 50 funcionários, número que deverá aumentar já ao longo do primeiro ano de atividades, informa a empresa em comunicado. O grupo alemão espera gerar parte substancial de sua receita com este novo negócio já a partir de 2025. A meta ambiciosa é parte do plano estratégico que, entre outros objetivos, prevê “a participação de forma rentável da grande transformação esperada na indústria, com o objetivo de liderar o novo mundo da mobilidade até 2030” (leia aqui).

“A Moia nos ajudará a ganhar compreensão mais profunda de novas formas de mobilidade e de como torná-las ainda mais atraentes no futuro, adaptando esses serviços para atender às necessidades mais amplas. Mesmo que nem todo mundo possua um carro no futuro, o novo negócio vai ajudar a fazer com que todos sejam clientes da nossa empresa”, afirmou o CEO Müller.

Assim como as outras marcas do grupo, a Moia vai desenvolver e vender os seus serviços de mobilidade de modo independente, mas aberto às parcerias com cidades e sistemas existentes de transporte. “Paralelamente, as empresas do grupo continuarão a avançar com as suas próprias iniciativas. Pretendemos tornar este um dos melhores players globais para serviços de mobilidade no médio prazo e, para conseguir isso, atrairemos os melhores cérebros e tecnologias”, completou Harms.

Comentários: 1
 

Geraldo Roberto Silva
06/12/2016 | 16h08
Concorrência e muito bom

Comente essa notícia

Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de questões técnicas ou comerciais. Os comentários serão publicados após análise. É obrigatório informar nome e e-mail (que não será divulgado ao público leitor). Não são aceitos textos que contenham ofensas, palavras chulas ou digitados inteiramente em letras maiúsculas. Também serão bloqueados currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
Seu nome*: Seu e-mail*:

QUEM É QUEM NO SETOR AUTOMOTIVO

Encontre empresas e profissionais do setor.
Confira seus perfis e biografias.

Encontre empresas e profissionais do setor.

Encontre empresas e profissionais de comunicação.

Confira seus perfis e biografias.

COLUNISTAS

ALTA RODA | 22/02/2017
Com Duster e o novo Captur, francesa aproveita maré alta dos SUVs

Esta coluna é apoiada por:

DE CARRO POR AÍ | 24/02/2017
Nissan apresentará dia 15 sua picape mexicana no mercado brasileiro
AUTOINFORME | 22/02/2017
Carro tem a preferência sobre todos os outros modais
QUALIDADE | 13/02/2017
Indústria automotiva precisa começar a pensar na retomada
INOVAÇÃO | 13/02/2017
Precisamos de bons exemplos que marcaram a história pela capacidade de ousar e criar
QUALIDADE | 23/11/2016
Empresas do setor automotivo precisam atualizar sistema de qualidade até 2018
O mundo está em transformação e é melhor ser parte da mudança do que esperar ela acontecer
DISTRIBUIÇÃO | 09/08/2016
Crise pode reduzir negócios no pós-venda ou ser oportunidade para manter clientes mais próximos
Indústria | 01/08/2016
Declaração do presidente da FCA evidencia crise no setor de autopeças
Pressão de montadoras adia controle de estabilidade obrigatório
Tecnologia | 23/07/2015
Novas ferramentas de desenvolvimento encurtam caminho para a competitividade
Tecnologia | 13/03/2015
Setor enfrentará grandes mudanças nos próximos anos
MERCADO | 16/01/2015
Utilização do potencial só deve melhorar a partir de 2016
COMPETITIVIDADE | 08/04/2014
Interrupção do crescimento desafia fabricantes