Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Audi, BMW, Daimler, Ford e Porsche se unem por carros elétricos

Internacional | 29/11/2016 | 15h14

Audi, BMW, Daimler, Ford e Porsche se unem por carros elétricos

Montadoras planejam construir rede de recarga elétrica ultrarrápida na Europa

REDAÇÃO AB

Os grupos BMW, Daimler, Ford e Volkswagen, este último por meio de suas marcas Audi e Porsche, assinaram um memorando de entendimento para criar uma joint venture e construir uma rede de recarga elétrica ultrarrápida para veículos elétricos movidos a bateria. A ideia é cobrir todas as rotas de viagens de longa distância da Europa. Em nota conjunta, as empresas defendem que este será um importante passo para facilitar a adoção em massa pelo mercado de veículos elétricos a bateria.

As fabricantes não divulgaram o valor previsto para o projeto e em nota conjunta informam que são “investimentos substanciais” para criar a rede. Na nota, explicam ainda que as empresas fundadoras terão participação igualitária na joint venture, enquanto outras fabricantes serão incentivadas a participar da rede. A associação também estará aberta à cooperação de outras empresas e parceiros regionais. O acordo está sujeito à execução dos contratos definitivos e aprovação de controles de associação em várias jurisdições.

Projetada para ser uma rede de carregamento de alta potência, com níveis de até 350 kW, a construção está prevista para começar em 2017 com pelo menos 400 postos, ultrapassando a casa dos 1 mil postos até 2020, com estações abertas ao longo das rodovias e vias de tráfego mais importantes do continente, o que ainda não é possível para a maioria dos condutores de veículos elétricos por limitação de postos de recarga em centros urbanos. Segundo as empresas, a experiência de recarga de veículos elétricos deverá evoluir ao ponto de se tornar tão comum como é o reabastecimento em postos de combustíveis convencionais.

A rede será baseada na tecnologia padrão CCS (sistema combinado de carga, na sigla em inglês), cuja infraestrutura planejada amplia o padrão técnico existente para carga de veículos elétricos em corrente alternada e contínua (AC e DC) para o próximo nível de capacidade para carregamento rápido em corrente contínua com até 350 kW. Com essas especificações técnicas, a rede deverá atender todos os veículos equipados no padrão CCS.

Em nota, todas as montadoras manifestaram que o projeto da rede de recarga ultrarrápida faz parte de suas estratégias de lançamentos de veículos elétricos, visando o futuro deste segmento:

“Esta rede de carga de alta capacidade dá aos motoristas outro forte argumento para optarem pela mobilidade elétrica”, afirma Harald Krüger, presidente do conselho de direção do Grupo BMW. “O Grupo BMW deu início a vários projetos de infraestrutura pública de carga de baterias ao longo dos últimos anos. O projeto conjunto é mais um importante marco que demonstra claramente que marcas concorrentes estão combinando suas forças para alavancar a mobilidade elétrica.”

“O desenvolvimento da mobilidade elétrica exige duas coisas: veículos convincentes e uma ampla infraestrutura de carga para as baterias. Com nossa nova marca EQ, estamos lançando nossa ofensiva na área de veículos elétricos: até 2025, nosso portfólio vai incluir mais de dez carros para passageiros totalmente elétricos. Juntamente com nossos parceiros, estamos instalando agora a infraestrutura de cara mais poderosa da Europa”, declara o Deter Zetsche, presidente do conselho de administração da Daimler e diretor da Mercedes-Benz Cars. “A disponibilidade de estações de alta potência viabiliza a mobilidade elétrica em longas distâncias pela primeira vez e irá convencer mais e mais clientes a optarem por veículos elétricos.”

“Uma infraestrutura confiável de carga ultrarrápida é importante para a adoção em massa pelos consumidores e tem o potencial de transformar as possibilidades para a direção elétrica”, diz Mark Fields, presidente e CEO da Ford. “A Ford está empenhada no desenvolvimento de veículos e tecnologias que tornem melhores as vidas das pessoas e esta rede de carga irá tornar mais fácil e prático para os consumidores de toda a Europa possuir veículos elétricos.”

“Serviços confiáveis de carga são um fator chave para os motoristas optarem por um veículo elétrico. Com essa cooperação, queremos impulsionar uma adoção mais ampla da eletromobilidade pelo mercado e acelerar a mudança no sentido de uma condução livre de emissões” declarou Rupert Stadler, presidente do conselho de direção da Audi.

“Para nós há dois pontos decisivos: carga ultrarrápida e a localização das estações de carga nos pontos corretos”, afirma Oliver Blume, presidente do conselho executivo da Porsche. “Juntos, esses dois fatores permitem que viajemos num carro movido totalmente à eletricidade da mesma forma que num veículo convencional com motor a combustão. Como fabricantes de automóveis, nós moldamos nosso futuro de forma ativa, não apenas desenvolvendo veículos movidos totalmente à eletricidade, mas também construindo a infraestrutura necessária para eles.”



Tags: Audi, BMW, Daimler, Ford, Porsche, veículos elétricos, rede de recarga, bateria.

Comentários

  • Sandro

    Porsche 100% elétrico?! Francamente...

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência