Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Volkswagen não venderá mais carros a diesel nos EUA

Internacional | 23/11/2016 | 16h31

Volkswagen não venderá mais carros a diesel nos EUA

Mercedes também estuda descontinuar a oferta de modelos com o combustível
REDAÇÃO AB

O carro a diesel sofreu golpe duro com o dieselgate, escândalo provocado pela fraude no controle de emissões de 11 milhões de automóveis com produzidos pelo Grupo Volkswagen. Enquanto ainda trabalha para compensar os efeitos do problema, a companhia declarou que não venderá mais carros com a tecnologia nos Estados Unidos.

A confirmação veio do CEO da marca, Herbert Diess e colocou fim aos boatos de que a Volkswagen voltaria a oferecer automóveis a diesel no país depois que o escândalo fosse esquecido. O anúncio contradiz a afirmação feita pela empresa em setembro, durante o Salão do Automóvel de Paris. No evento o próprio Diess declarou à imprensa que a montadora não estava pronta para abandonar a tecnologia diesel, que continuaria no portfólio da marca nos Estados Unidos.

O dieselgate foi revelado em setembro do ano passado. Para remediar os efeitos da trapaça, a Volkswagen concordou em pagar US$ 14,7 bilhões em multas e compensações apenas nos Estados Unidos, onde foram vendidos 475 mil carros que poluíam mais do que o permitido.

MERCEDES-BENZ TAMBÉM PODE DESISTIR DO DIESEL NOS EUA

A Mercedes-Benz está distante de qualquer suspeita de trapaça no nível de emissões de seus carros a diesel. Ainda assim, a empresa também considera suspender as vendas de modelos com a tecnologia nos Estados Unidos. A companhia trabalha para conseguir homologação para vender ali alguns automóveis que já estavam programados. O processo, no entanto, ficou mais lento e rigoroso por causa do deiselgate.

Dessa forma, a companhia ainda avalia se continuará com a mesma estratégia no médio e longo prazo. Antes de tomar a decisão, a montadora faz pesquisa de mercado no país para entender se há demanda. “Temos que olhar para isso e entender se faz sentido oferecer carros a diesel no futuro. Não chegamos a uma conclusão ainda”, contou Matthias Luehrs, vice-presidente de vendas da Mercedes-Benz nos Estados Unidos. O executivo assume que desistir de vender carros a diesel no país é uma opção, já que a procura por esse tipo de veículo está em queda. A decisão deve ser tomada em 2017.

Tags: diesel, deiselgate, Volkswagen, Estados Unidos, Mercedes-Benz.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
AB Inteligência