Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Caoa terá novo presidente a partir de dezembro

Carreira | 16/11/2016 | 13h40

Caoa terá novo presidente a partir de dezembro

Atual VP, Mauro Correia sucederá Antonio Maciel, que deixará a montadora

REDAÇÃO AB

A partir de 15 de dezembro a Caoa terá um novo presidente no Brasil: Mauro Correia, atual vice-presidente, assumirá o novo cargo substituindo a Antonio Maciel Neto, que está no comando do grupo desde março de 2013 (leia aqui). Com sua saída da montadora, Maciel vai atuar em um projeto dedicado a biotecnologia e energia renovável.

“Na gestão de Maciel o Grupo Caoa ficou mais profissional e mais moderno, ao mesmo tempo em que atravessamos com sucesso a maior crise do setor automobilístico brasileiro das últimas décadas”, disse em nota o fundador e presidente do conselho do Grupo Caoa, Carlos Alberto de Oliveira Andrade. “Mauro já conhece bem a empresa, tem excelente relacionamento com os demais diretores e é um dos engenheiros mais importantes da indústria automobilística brasileira e por isso mesmo acaba de ser indicado como próximo presidente da Sociedade dos Engenheiros Automotivos, a SAE Brasil”, completou.

Em nota, Maciel Neto declarou: “Foi uma honra ter participado do excepcional time de profissionais do Grupo Caoa. Juntos, ampliamos a satisfação dos nossos clientes nas experiências de compras e de serviços, investimos na área de pós-vendas e de engenharia, além de termos implantado a primeira fase do sistema SAP e mais diversos importantes softwares integrados, principalmente o Dealernet. Passamos a produzir em Anápolis (GO) o Hyundai ix35 e o New Tucson. O Grupo Caoa está preparado para um novo ciclo de crescimento, exatamente no momento em que a economia brasileira mostra sinais do início da recuperação. Tenho certeza de que Mauro, com o apoio de Carlos Alberto e de todos os colaboradores do grupo fará uma gestão excepcional. Depois de 37 anos de trabalho intenso, sendo os últimos 23 anos como presidente de grandes empresas, agora terei mais tempo para a família e amigos e também para desenvolver alguns negócios próprios e participar de conselhos de administração”.

“Estou muito grato, feliz e motivado com o desafio. Tive a honra de ser escolhido pelo Carlos Alberto e Maciel para liderar o Grupo Caoa nessa nova fase de crescimento. Substituir um executivo como o Maciel é uma grande responsabilidade, mas com a ajuda do excelente time de executivos que temos, com as lições aprendidas durante a gestão dele e com o apoio e vasta experiência do nosso presidente do conselho, estou certo do sucesso do Grupo Caoa nesta nova jornada”, disse Correia.

Na Caoa desde fevereiro de 2014, Correia acumula 22 anos de trabalho no setor automotivo, dos quais 20 anos na Ford e dois anos na Volkswagen. Antes disso, ele atuou por seis anos em empresas do segmento eletrônico, como Nokia e Semp Toshiba. Formado em Engenharia pela FEI de São Bernardo do Campo, possui MBA pela Universidade de Michigan, nos Estados Unidos.



Tags: Caoa, presidente, Mauro Correia, Antonio Maciel Neto, Carlos Alberto de Oliveira Andrade.

Comentários

  • ARTUR LOVRO

    Antonio Maciel Neto sai do grupo CAOA na hora certa, em que as investigações da operação Lava-Jato se aproximam de Carlos A.O.Andrade, amigo pessoal de LULA e certamente envolvido em muitas maracutais.É esperer para ver...

  • carlos

    Penso diferente, infelizmente qualquer empresa neste nosso Brasil tem que arcar diversos custos para manter uma operação, inclusive o pagamento de propina. Não e muito legal, mas ainda prefiro um empresario assim que da milhares de empregos, do que aqueles que guardam suas fortunas e pouco se importam com o resto da população.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência