Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Exportações recuam na reta final do ano

Indústria | 07/11/2016 | 15h51

Exportações recuam na reta final do ano

Embarques têm alta de quase 20% e passam de 400 mil em 10 meses

PEDRO KUTNEY, AB

Apesar do recuo dos embarques nos últimos quatro meses, a associação dos fabricantes de veículos, a Anfavea, sustenta que as exportações deste ano ainda devem manter ou até superar um pouco as expectativas da entidade, que prevê o total de 507 mil unidades de fabricação nacional vendidas a outros países, o que significaria avanço de 21,5% sobre 2015. “A expectativa é bastante positiva, o crescimento deve passar de 20% em comparação com 2015. Existe aumento consistente da demanda em alguns mercados”, afirma Antonio Megale, presidente da Anfavea.

-Veja aqui os dados da Anfavea
-Leia também: Confira os resultados da indústria até outubro


Em outubro a indústria no Brasil vendeu 36,9 mil veículos no exterior, em queda de 6,5% sobre setembro e de 7,5% na comparação com o mesmo mês de 2015. Ainda assim, as exportações este ano superaram a marca de 400 mil unidades dois meses antes do que no ano passado, quando 417,3 mil foram embarcados. Em 10 meses as montadoras exportaram 400,6 mil veículos, em alta de 19,7% ante o mesmo período de 2015.

“O resultado seria melhor se uma de nossas associadas não tivesse problemas de fornecimento de peças nos últimos meses, que reduziu o número de embarques”, justifica Megale, referindo-se à Volkswagen, que teve interrupções de produção devido a uma contenda com o Grupo Prevent, que parou de fornecer bancos em uma disputa por reajuste de preços e fez a montadora cancelar o contrato e buscar outros fornecedores. “A operação padrão realizada por alguns agentes da Receita Federal também acabou atrasando alguns negócios”, completou o dirigente.

Megale espera que a situação se normalize e que os embarques voltem a crescer nos próximos meses. Em período mais elástico, também avalia que novos acordos comerciais têm potencial para elevar as exportações em um futuro próximo. Ele informou que as negociações com o Peru estão quase concluídas, e que as tratativas com a Colômbia atrasaram devido a novas exigências feitas por alguns setores do país, mas espera-se para breve uma conclusão. Mesmo sem ter o acordo de comércio bilateral de veículos fechado, as vendas de carros brasileiros ao mercado colombiano mais que duplicaram este ano, saltando de 6,5 mil entre janeiro e outubro de 2015 para 14,1 mil nos mesmos 10 meses de 2016, em crescimento de 118%.

EM VALORES

Em valores, que incluem também as exportações de peças, as montadoras faturaram com suas vendas externas US$ 7,1 bilhões de janeiro a outubro, valor próximo da estabilidade na comparação com o mesmo período do ano passado, em leve baixa de 3,2%. Segundo Megale, o desempenho abaixo dos embarques em unidades é devido ao mix de produtos exportados, em maior quantidade mas em menor valor. O dirigente destaca que o resultado está em linha com as projeções da entidade para 2016 inteiro.



Tags: Anfavea, balanço, exportação, projeção, indústria.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência