NOTÍCIAS
28/10/2016 | 16h28

Serviços

Scania lança sistema de gestão de frota no Brasil

Oferece envio de dados em tempo real e serviço de consultoria customizada


SUELI REIS, AB

A Scania está lançando no Brasil seu sistema de telemetria para gestão de frota, desenvolvido na Suécia e já utilizado em outros países do mundo. Denominado por aqui como serviços conectados, um módulo instalado no caminhão ou no ônibus coleta dados de rodagem e desempenho do veículo e os envia em tempo real (via GPRS) para uma central on-line que coleta estas informações e cujo acesso pode ser feito tanto pelo cliente quanto pela concessionária que prestará o serviço para o frotista.

“Não se trata só de um sistema de telemetria, mas uma solução completa, uma vez que há um uso inteligente dessas informações a partir dos dados do veículo, por meio de uma consultoria customizada oferecida pela rede de concessionárias”, explica o diretor comercial da Scania no Brasil, Roberto Barral.

Entre os objetivos da tecnologia estão a identificação de pontos que podem ser melhorados e que podem contribuir para a redução do custo por quilômetro rodado, como o estilo de condução do motorista, velocidade média, consumo de combustível e intervalos de manutenção.

“Este lançamento representa a fase de transição da Scania por um transporte mais sustentável. Essa ferramenta pode ajudar ainda mais nos efeitos de menos consumo, menos paradas ou paradas mais adequadas, além do aumento da disponibilidade do veículo”, complementa Barral.

Caminhões e ônibus da marca fabricados a partir de maio deste ano já vêm com o módulo de fábrica, bastando apenas que o cliente autorize a ativação e o início do envio dos dados para a plataforma, por meio de contrato. Já os veículos fabricados entre 2012 e 2013 estão pré-preparados para receber o módulo, enquanto modelos anteriores devem passar por avaliação técnica para examinar a viabilidade e custos de adaptação.

O serviço está disponível em dois tipos de pacotes: o primeiro denominado Análise, que oferece a transmissão é gratuito e válido por 10 anos para os veículos que já têm o módulo instalado e ativado. Ele oferece o envio dos dados operacionais da frota conectada por meio de relatórios semanais e mensais que são recebidos por e-mail de forma automática. Neste caso, somente o operador tem acesso aos dados, sem a intervenção da consultoria da concessionária. Neste pacote, o operador terá acesso ao portal de gestão de frotas, que possibilita a leitura das informações para análise própria do gestor. É possível também neste pacote que o veículo envie o diagnóstico remoto de falhas para o Scania Assistance ou para qualquer uma das concessionárias da rede a fim de agilizar o atendimento na manutenção.

Já o segundo pacote Desempenho tem uma assinatura mensal de R$ 200,00 mensais por veículo e oferece, além do envio dos dados, uma consultoria customizada. Neste caso, as informações também chegam para a concessionária que atende o frotista, seja ele autônomo, pequeno, médio ou grande.

“A proposta é atuar em parceria com o cliente para prover as melhores soluções de acordo com a sua necessidade, visando menor consumo, redução de desgaste e todo o apoio necessário a partir da avaliação dos dados”, afirma Alex Barucco, gerente de conectividade da Scania no Brasil.

Segundo o executivo, há possibilidade técnica de instalação do módulo em veículos de outras marcas, mas ele orienta a analisar veículo a veículo. “Pode haver sim uma limitação técnica, principalmente nos modelos mais antigos, por isso é necessária a consulta individual, até para verificar se o veículo terá condições de enviar os dados mesmo que os equipamentos sejam corretamente instalados”, alerta.

APOSTA NA RETOMADA

Com este serviço, a montadora tem como objetivo atingir 100% de sua frota circulante no País, hoje calculada em 115 mil unidades pela montadora, entre caminhões e ônibus, considerando os veículos com até 10 anos de uso.

Para Barral, que assumiu o cargo há pouco mais de seis meses, apesar do cenário complicado no Brasil, a proposta da empresa de trabalhar mais próxima do cliente é a base para alcançar melhores resultados já em 2017.

Neste ano, entre janeiro e setembro, a Scania já apurou queda de 16% em suas vendas de caminhões contra igual período de 2015, passando de 3,87 mil unidades para 3,25 mil. Em ônibus, os emplacamentos da marca recuaram 25%, para 217 chassis.

O diretor comercial revela que para o ano que vem a empresa trabalha com viés de retomada: “Os veículos comerciais devem experimentar diferentes níveis de crescimento no ano que vem, cada um em seu segmento, mas no geral, nossa projeção é que deve haver uma recuperação de 15% no mercado, com cada setor alinhado a um nível”.

Assista a entrevista exclusiva de Roberto Barral a ABTV:


Comentários: 0
 

Comente essa notícia

Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de questões técnicas ou comerciais. Os comentários serão publicados após análise. É obrigatório informar nome e e-mail (que não será divulgado ao público leitor). Não são aceitos textos que contenham ofensas, palavras chulas ou digitados inteiramente em letras maiúsculas. Também serão bloqueados currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
Seu nome*: Seu e-mail*:

QUEM É QUEM NO SETOR AUTOMOTIVO

Encontre empresas e profissionais do setor.
Confira seus perfis e biografias.

Encontre empresas e profissionais do setor.

Encontre empresas e profissionais de comunicação.

Confira seus perfis e biografias.

COLUNISTAS

ALTA RODA | 22/11/2017
Frota brasileira de 42 milhões exige controle apropriado

Esta coluna é apoiada por:

Advertisement Advertisement Advertisement Advertisement
QUALIDADE | 03/07/2017
Rota 2030 terá missão de levar a indústria automotiva nacional até o futuro
QUALIDADE | 23/11/2016
Empresas do setor automotivo precisam atualizar sistema de qualidade até 2018
Indústria | 01/08/2016
Declaração do presidente da FCA evidencia crise no setor de autopeças
Pressão de montadoras adia controle de estabilidade obrigatório
Tecnologia | 13/03/2015
Setor enfrentará grandes mudanças nos próximos anos
DE CARRO POR AÍ | 24/11/2017
Renault pode produzir no Brasil o novo Niva em 2021
INOVAÇÃO | 25/10/2017
Indústria precisa questionar qual será o seu papel no futuro
DISTRIBUIÇÃO | 03/08/2017
Marca percorreu caminho árduo e conseguiu destronar a Toyota da 1ª posição
Tecnologia | 23/07/2015
Novas ferramentas de desenvolvimento encurtam caminho para a competitividade
MERCADO | 16/01/2015
Utilização do potencial só deve melhorar a partir de 2016
COMPETITIVIDADE | 08/04/2014
Interrupção do crescimento desafia fabricantes
AUTOINFORME | 09/11/2017
Luguez firmou parceria com o governo de Ohio
Novas palavras, expressões e siglas podem levantar dúvidas sobre o futuro