Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Crédito | 26/10/2016 | 17h42

Saldo de financiamantos recua 12,8% em um ano

Até setembro, o estoque é de R$ 145,4 bilhões; há um ano era de R$ 166,8 bi

REDAÇÃO AB

O saldo das carteiras de crédito destinado ao financiamento de veículos apresentou queda de 12,8% em um ano, considerando o resultado de setembro deste ano que atingiu os R$ 145,4 bilhões contra os R$ 166,8 bilhões de igual mês do ano passado, segundo dados do sistema financeiro nacional divulgados pelo Banco Central na quarta-feira, 26. Sobre o saldo de agosto, há um cenário que se pode considerar estável, mas com pequena retração de 0,6%.

Se continuar neste ritmo, o ano pode fechar com saldo menor do que 2015, que encerrou com R$ 161,1 bilhões. Até agora, o comparativo anual aponta queda de 9,7% sobre o fechamento do ano passado.

- Veja aqui os principais dados de crédito do Banco Central para financiamento de veículos;

- Veja aqui a nossa nova página de estatísticas: AB Inteligência.

A queda do saldo reflete o menor volume de concessões: em setembro, o sistema financeiro destinou R$ 5,83 bilhões em operações de crédito para financiar veículos, 8,5% a menos do que agosto, quando foram liberados R$ 6,37 bilhões. No acumulado de janeiro a setembro, as concessões já estão 15% abaixo do resultado verificado em iguais meses de 2015, revela o relatório do BC. O índice reflete dois principais fatores do cenário econômico: o baixo interesse em adquirir veículos por meio de financiamentos, uma vez que o consumidor está reduzindo custos e evitando dívidas a longo prazo ao mesmo tempo em que se intensificam as restrições para obtenção de crédito no mercado.

Apesar disso, a taxa média de juros diminuiu na passagem de agosto para setembro, como mostram os dados, ficando em 26,1% no mês passado. Há um ano, portanto, em setembro de 2015, a taxa era de 25,6%. O prazo médio dos planos ficou praticamente estável, encerrando setembro com 42 meses.

Contudo, a inadimplência - que representa os atrasos nos pagamentos acima de 90 dias - ficou estável em setembro, observando o mesmo índice de agosto, que foi de 4,6%. Este índice oscilou 0,5 pontos porcentuais nos últimos doze meses, considerando que em setembro de 2015 os atrasos do setor eram de 4,1%. Em 2015, o setor encerrou o ano com inadimplência em 4,2%.



Tags: Crédito, carteira, saldo, financiamento, Banco Central, inadimplência, taxa de juros.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência