Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Jaguar Land Rover, Ford e Tata testam carros conectados

Tecnologia | 21/10/2016 | 18h02

Jaguar Land Rover, Ford e Tata testam carros conectados

Sistemas permitem que veículos conversem entre si e com a infraestrutura

REDAÇÃO AB

A Jaguar Land Rover juntamente com Ford e Tata Motors estão testando tecnologias para carros conectados no Reino Unido que irão permitir que os veículos conversem entre si, bem como com a infraestruturas das ruas, como os semáforos por exemplo, no futuro. O objetivo é monitorar o tráfego para uma condução segura e principalmente para ajudar a reduzir o número de acidentes.

Foram testados três sistemas como parte das demonstrações do UK Autodrive, um consórcio formado por 16 membros, entre empresas dos setores automotivo e de tecnologia, autoridades e instituições acadêmicas com foco em condução autônoma e carros conectados. O projeto está recebendo o equivalente a US$ 24,4 milhões com financiamento público para o desenvolvimento tanto das tecnologias quanto dos sistemas de infraestrutura inteligente.

O Highway Assist permite que o veículo faça ultrapassagens automaticamente ou se mantenha em sua faixa sem que o motorista tenha que tocar no volante ou nos pedais; o Electronic Emergency Brake Light Assist avisa aos motoristas quando o veículo à frente freou bruscamente, o que pode ser usado quando se está dirigindo em situação de forte neblina ou quando não há visão clara sobre o veículo à frente.

Por fim, o Green Light Optimal Speed Advisory que se conecta com os semáforos, avisando o motorista qual a melhor velocidade para trafegar a fim de garantir que todos os semáforos frente estarão verdes. Isso deve melhorar o fluxo do trânsito, além das emissões de CO2.

Para o projeto, está sendo criada uma frota de mais de 100 veículos para pesquisa a fim de desenvolver e testar uma ampla gama de tecnologias de veículos autônomos nos próximos quatro anos. A ideia é que essas tecnologias melhorem a experiência de direção, bem como torná-la mais inteligente, segura e até mais limpa nos próximos anos.

“Nós sabemos que existe um enorme potencial para essas tecnologias em futuros veículos ao redor do mundo. Até agora nós focamos em comunicação entre veículos Jaguar Land Rover, essa abordagem colaborativa é um passo maior para a todos os veículos autônomos cooperarem uns com os outros no futuro”, declarou o chefe de pesquisa da JLR, Tony Harper.

“Os benefícios de ter carros que podem se comunicar uns com os outros e com o ambiente podem ser muito significativos – desde o aumento da segurança rodoviária até a melhoria do fluxo de tráfego”, disse um dos diretores do UK Autodrive, Tim Armitage, que coordenou os testes em um terreno na região central da Inglaterra.

No início deste mês, um carro sem motorista foi testado no Reino Unido pela primeira vez como parte dos esforços do governo para criar uma indústria que pode servir o mercado mundial e cujas estimativas apontam para um potencial de até US $ 1,1 bilhão (900 milhões de libras) em 2025. O Reino Unido tem como objetivo ter carros autônomos em suas estradas até o fim desta década.



Tags: Jaguar Land Rover, Ford, Tata Motors, carro conectado, carro autônomo.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência