NOTÍCIAS
03/10/2016 | 19h51

Comerciais

MAN e Scania trabalharão juntas no desenvolvimento de veículos

Empresas vão buscar sinergias com a criação de plataforma comum


REDAÇÃO AB

A Volkswagen Truck & Bus, holding criada há um ano para abrigar todas as marcas de veículos comerciais do Grupo VW, trabalha para aumentar a cooperação entre suas empresas. A companhia determinou princípios claros para a colaboração entre MAN e Scania na área pesquisa e desenvolvimento (P&D). O plano é que, no futuro, as equipes das duas empresas trabalhem juntas na criação de componentes e do trem-de-força para os caminhões e ônibus das duas marcas. O foco está em plataformas comuns para motores, transmissões e sistemas de pós-tratamento que possam ser adaptados entre as fabricantes.

Segundo a companhia, o plano pretende garantir que as identidades permaneçam claramente definidas, ainda que boa parte do desenvolvimento seja feito em conjunto. “A cultura e o modelo de negócio de cada empresa será preservada. Simultaneamente geraremos sinergias que trarão vantagem para todos. Isso nos dá espaço para investir em novas áreas de negócio, inovar para os nossos clientes e aumentar a penetração em novos mercados”, esclarece Andreas Renschler, CEO da Volkswagen Truck & Bus.

O executivo aponta que a cooperação é essencial para que as empresas garantam liderança de mercado na próxima década. Com a colaboração, MAN e Scania devem determinar mais cedo no processo de desenvolvimento o objetivo de cada projeto e qual marca ele atenderá. As necessidades da Volkswagen Caminhões e Ônibus e da Navistar também serão consideradas neste momento. Desta maneira, tanto a holding quanto as empresas terão programação clara do que está em curso nos departamentos de P&D.

A Scania vai liderar o desenvolvimento de uma plataforma de motores de 13 litros e de sistemas de pós-tratamento para veículos grandes, já a MAN será responsável pelo projeto de propulsores de 5 a 9 litros e por sistemas para veículos pequenos e médios. A divisão dos projetos de transmissões será semelhante: as caixas pesadas ficarão com a marca sueca enquanto a MAN cuidará das pequenas e médias.

A companhia pretende ainda manter todas as fábricas que existem hoje no mundo, com a possibilidade até mesmo de ampliação de algumas delas. A ideia é não transferir a produção: cada uma das marcas montará seus próprios veículos. As exceções ficam para as transmissões. As pesadas podem ser feitas pela Scania para a MAN, por exemplo.

O projeto para as empresas pode demandar incremento da força de trabalho em algumas regiões e reestruturação em outras. A promessa, no entanto, é de não fazer cortes, apenas realocar profissionais para outras plantas ou marcas quando for necessário.

Comentários: 0
 

Comente essa notícia

Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de questões técnicas ou comerciais. Os comentários serão publicados após análise. É obrigatório informar nome e e-mail (que não será divulgado ao público leitor). Não são aceitos textos que contenham ofensas, palavras chulas ou digitados inteiramente em letras maiúsculas. Também serão bloqueados currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.
Seu nome*: Seu e-mail*:

QUEM É QUEM NO SETOR AUTOMOTIVO

Encontre empresas e profissionais do setor.
Confira seus perfis e biografias.

Encontre empresas e profissionais do setor.

Encontre empresas e profissionais de comunicação.

Confira seus perfis e biografias.

COLUNISTAS

ALTA RODA | 18/10/2017
Medidas simples e novos estudos ajudam na redução de emissões de CO2

Esta coluna é apoiada por:

Documento sem título
Advertisement Advertisement Advertisement
DISTRIBUIÇÃO | 03/08/2017
Marca percorreu caminho árduo e conseguiu destronar a Toyota da 1ª posição
Tecnologia | 23/07/2015
Novas ferramentas de desenvolvimento encurtam caminho para a competitividade
MERCADO | 16/01/2015
Utilização do potencial só deve melhorar a partir de 2016
DE CARRO POR AÍ | 13/10/2017
Com Jumpy, marca avança em novo território
COMPETITIVIDADE | 08/04/2014
Interrupção do crescimento desafia fabricantes
INOVAÇÃO | 15/08/2017
Indústria automotiva precisa abrir os olhos para novas formas de trabalhar
QUALIDADE | 03/07/2017
Rota 2030 terá missão de levar a indústria automotiva nacional até o futuro
QUALIDADE | 23/11/2016
Empresas do setor automotivo precisam atualizar sistema de qualidade até 2018
Novas palavras, expressões e siglas podem levantar dúvidas sobre o futuro
Indústria | 01/08/2016
Declaração do presidente da FCA evidencia crise no setor de autopeças
Pressão de montadoras adia controle de estabilidade obrigatório
Tecnologia | 13/03/2015
Setor enfrentará grandes mudanças nos próximos anos
AUTOINFORME | 19/10/2017
Hyundai produz em Ulsan 1,5 milhão de carros por ano