Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Importadores da Abeifa acumulam queda de 34%

Mercado | 06/09/2016 | 19h01

Importadores da Abeifa acumulam queda de 34%

Apesar do tombo, entidade espera melhora nos próximos meses

REDAÇÃO AB

As vendas de veículos dos importadores associados à Abeifa seguem com drástica queda. De janeiro a agosto o resultado ficou 42,3% menor do que o registrado em igual intervalo do ano passado, com 24,4 mil licenciamentos. Os dados isolados de agosto indicam que foram entregues 2,9 mil veículos aos consumidores, com baixa de 12% sobre julho e de 34,2% na comparação com o mesmo mês de 2015.

Para a Abeifa, a redução foi causada porque as empresas anteciparam para julho o uso de cotas de importação sem o IPI majorado em 30 pontos porcentuais. “Apesar da queda em agosto, acreditamos que a tendência, agora com a definição da Presidência da República e a reação pelo quinto mês consecutivo da indústria brasileira, é de retomada da confiança dos consumidores brasileiros”, aponta José Luiz Gandini, presidente da entidade, em comunicado.

Com este resultado, a participação dos importadores da Abeifa no mercado brasileiro de veículos é pouco expressiva, de apenas 1,87% no acumulado dos oito primeiros meses de 2016. Este porcentual sobe para 2,46% quando considerada tanto a presença das importadoras quando a das fabricantes filiados à entidade.

Entre as associadas da organização estão companhias que instalaram recentemente linhas de montagem nacionais: BMW, Chery, Land Rover, Mini e Suzuki. Estas empresas alcançaram a marca de 7,5 mil emplacamentos ao longo do ano, com baixa de 66,8% sobre o intervalo de janeiro a agosto do ano passado.



Tags: Abeifa, vendas, veículos, importadores.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência