Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Balanço | 26/08/2016 | 17h12

Multa da União Europeia à DAF anula lucro da Paccar no 1º semestre

Grupo vai pagar US$ 833 milhões por violar livre concorrência na Europa

REDAÇÃO AB

O Grupo Paccar, que detém as marcas de caminhões DAF, Kenworth e Peterbilt, encerrou o primeiro semestre com lucro líquido de US$ 720 milhões. Embora o valor seja 13% menor do que os ganhos apurados em igual período do ano passado, de US$ 826 milhões, este ainda seria um resultado positivo não fosse pela multa que a companhia deverá pagar no valor de US$ 833 milhões (ou € 752,7 milhões) imposta pela Comissão Europeia à DAF, uma das montadoras investigadas no processo de cartéis corporativos na União Europeia. Como resultado do acordo entre a empresa e a comissão firmado em 19 de julho, que determinou o valor da multa, a companhia reservou o montante total da pena como despesa e a incluiu no balanço do semestre, o que resulta em um prejuízo de US$ 113 milhões para o período.

Em seu relatório financeiro, o grupo informa que esta perda líquida não impactará em seus dividendos trimestrais regulares. Considerando a cobrança da Comissão Europeia, as ações diluídas fecharam o semestre em US$ 0,32 contra os US$ 2,32 registrados há um ano. Segundo determinou a Comissão, a DAF terá prazo de até três meses após a notificação para pagar a multa e reforça que a empresa tem liquidez suficiente para quitar o pagamento.

Sobre os demais itens do balanço, o faturamento do Grupo Paccar fechou em US$ 8,71 bilhões de janeiro a junho, queda de 12% sobre os US$ 9,91 bilhões de iguais meses de 2015.

“O foco estratégico da Paccar é investir para crescer em nossos principais mercados, ao mesmo tempo em que expandimos nossa presença nos mercados emergentes. A Paccar está obtendo excelentes retornos sobre seus investimentos, atingindo um retorno médio após os impostos de quase 20% nos últimos seis anos. Esses investimentos incluíram os novos veículos da Kenworth, Peterbilt e DAF, bem como a produção de motores mais eficientes Paccar MX na América do Norte, bem como a fábrica de caminhões da DAF no Brasil, além do aumento da capacidade dos centros de distribuição de peças. Além disso, a empresa expandiu a presença da Paccar Serviços Financeiros internacionalmente e introduziu mais tecnologias e serviços para nossos revendedores e clientes”, declarou o CEO, Ron Armstrong.

A Paccar Parts, divisão de autopeças, obteve lucro antes de impostos de US$ 268 milhões, resultado 5,8% menor no comparativo anual, com faturamento também menor, 3,2%, para US$ 1,48 bilhão.

Por sua vez, a divisão de serviços financeiros (PFS) apurou receita 1,4% maior na primeira metade deste ano, de US$ 586,8 milhões contra US$ 5578,5 milhões da primeira metade de 2015.

“O excelente balanço da Paccar, complementado por suas classificações de crédito A+/A1, permitem que a PFS ofereça financiamento competitivo no varejo aos revendedores e clientes da Kenworth, Peterbilt e DAF, em 23 países e em quatro continentes”, disse Todd Hubbard, presidente financeiro corporativo da Paccar. “Temos excelente acesso ao mercado de capitais, que permitem que a PFS dê suporte, com lucratividade, à venda dos caminhões da Paccar”.



Tags: DAF, Paccar, balanço, multa, prejuízo, União Europeia, UE, violação.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência