Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias

Internacional | 23/08/2016 | 19h59

Dieselgate: Bosch aponta que acusações são infundadas

Sistemista foi acusada de ajudar a Volkswagen a fraudar emissões

REDAÇÃO AB

A Bosch nega ter trabalhado a quatro mãos com o Grupo Volkswagen no desenvolvimento do software capaz de burlar o controle de emissões de poluentes de veículos diesel. O escândalo, conhecido como dieselgate, afeta 11 milhões de carros vendidos globalmente, cerca de 500 mil deles nos Estados Unidos, onde a sistemista é acusada por proprietários destes automóveis.

A defesa da Bosch aponta que as acusações são infundadas. O processo corre em sigilo, mas há sinalização de que uma série de documentos e comunicações provam a participação da fabricante de componentes na trapaça, que começou nos anos 1990 (leia aqui).

A empresa fornece unidades de controle de motor para as principais montadoras. Desde que o escândalo do Grupo Volkswagen eclodiu, a companhia confirmou que entregava tecnologia para os propulsores adulterados, mas sempre negou qualquer envolvimento no escândalo. A acusação, no entanto, aponta que é improvável a Bosch ter desenvolvido e testado soluções para a Volkswagen sem ter conhecimento da fraude.



Tags: Bosch, dieselgate, Volkswagen, motor, fraude.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência