Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Lucro líquido da FCA salta para € 799 milhões no 1º semestre

Balanço | 27/07/2016 | 16h24

Lucro líquido da FCA salta para € 799 milhões no 1º semestre

Grupo revisa e eleva projeções de EBIT e faturamento para o ano

REDAÇÃO AB

A FCA – Fiat Chrysler Automobiles encerrou o primeiro semestre com lucro líquido de € 799 milhões, um salto de 181% sobre os ganhos de € 284 milhões computados em igual período do ano passado, informa em balanço dos resultados financeiros globais divulgado na quarta-feira, 27. O EBIT ajustado (lucro antes de impostos e juros ou ganhos financeiros) cresceu 43% na mesma base de comparação, para € 3 bilhões, graças à melhoria do desempenho em regiões como América do Norte e América Latina, onde a empresa encontrou estabilidade apesar do mercado em queda.

O faturamento líquido total ficou praticamente estável ao reportar leve crescimento de 0,14%, passando de € 54,3 bilhões na primeira metade de 2015 para € 54,4 bilhões na primeira metade deste ano, o que se deve em parte ao mix de produtos, uma vez que as vendas globais tiveram leve queda de 1%, para 2,26 milhões de unidades entregues em todo o mundo nos seis primeiros meses do ano. Segundo a FCA, a retração foi puxada em parte pelo desempenho ao longo do segundo trimestre na região APAC - Ásia-Pacífico, devido à transição para produção da Jeep na China.

Com o desempenho global, a companhia revisou para cima as projeções para o ano: com isso, a FCA espera terminar 2016 com lucro líquido ajustado em € 2 bilhões contra € 1,9 bilhão previsto anteriormente. O EBIT ajustado foi aumentado de € 5 bilhões para € 5,5 bilhões, enquanto o faturamento líquido deve chegar a € 112 bilhões sobre a previsão anterior que era de € 110 bilhões. Além disso, a empresa confirma a dívida líquida industrial menor que € 5 bilhões.

No relatório focado nos resultados do segundo trimestre, a FCA detalha apenas o Ebit ajustado por região referente ao primeiro semestre. Nesta análise, a América do Norte (Nafta) segue com o maior volume de ganhos para a empresa, ao reportar € 673 milhões, à frente da Europa, Oriente Médio e África, onde o Ebit somou € 157 milhões.

Na América Latina, o relatório aponta que as operações financeiras encontraram a estabilidade mesmo persistindo as difíceis condições do mercado, dado o cenário de queda no Brasil. Na região, o balanço aponta Ebit ajustado de € 155 milhões nos seis primeiros meses do ano. Com relação a vendas, a previsão permaneceu inalterada: a empresa espera encerrar 2016 com a entrega de um volume entre 3,6 milhões a 4,1 milhões de unidades, entre automóveis e comerciais leves, buscando repetir o resultado de 2015, quando as marcas operantes na região registraram vendas de 4,1 milhões de veículos.

Já na Ásia-Pacífico, houve prejuízo (EBIT negativo) de € 58 milhões, enquanto na divisão de componentes - que agrega Magneti Marelli, Comau e Teksid – o Ebit ajustado no 1º semestre resultou em € 33 milhões.



Tags: FCA, Fiat Chrysler Automobiles, lucro líquido, balanço, EBIT.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência