Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Nissan lança Kicks, seu novo SUV global
Versão SL 1.6 tem 114 cv e transmissão automática CVT

Lançamentos | 19/07/2016 | 16h00

Nissan lança Kicks, seu novo SUV global

Modelo resulta de investimento de R$ 2 bilhões e começou a ser criado em 2011

MÁRIO CURCIO, AB

Como resultado de um investimento de R$ 2 bilhões iniciado em 2011, a Nissan lança, enfim, o modelo Kicks. O utilitário esportivo compacto chega num primeiro momento apenas na versão mais completa, SL, equipada com motor 1.6 flex, transmissão automática CVT e preço sugerido de R$ 89.990.

O desenvolvimento do modelo começou quando a montadora estabeleceu uma área de design no Brasil. A pré-venda do carro começou há um mês e a chegada às revendas está marcada para 5 de agosto.

“As próximas opções (S e SV) seguirão o critério adotado pela Nissan em outros modelos”, afirma o vice-presidente de vendas e marketing, Ronaldo Znidarsis. O executivo não revela quando chegam, mas é provável que ao menos a SV (intermediária) entre na rede em cerca de dois meses. "É possível superar a marca de 3 mil unidades mensais nos próximos três meses."

O Kicks é um modelo global e também será produzido em Resende (RJ), ao lado de March e Versa, nos próximos meses (veja aqui). A fábrica recebe investimento de R$ 750 milhões para receber o Kicks.

Com as vendas do modelo, a montadora espera elevar sua participação dos atuais 2,8% para 3% até o fim do ano. “Seus principais concorrentes serão o Honda HR-V e o Jeep Renegade”, afirma Znidarsis, referindo-se aos atuais líder e vice-líder entre os utilitários esportivos à venda no Brasil. O Honda tem tabela de R$ 84,9 mil na versão mais acessível com transmissão automática e o Jeep, R$ 90.490 nessa mesma condição.


Kicks SL tem interior caprichado e painel que mistura velocímetro analógico ao lado de um display digital, que pode exibir conta-giros, um gráfico do controle dinâmico do chassi, consumo (como nas três pequenas imagens acima), mais bússola e informações complementares ao som e GPS. A troca de uma tela para outra é fácil, feita por botões no volante.

“De 2010 a maio de 2016, a participação dos SUVs compactos no Brasil saltou de 1,7% para 9,8%. E esse aumento não foi apenas em market share, mas também em volume”, afirma a gerente de produto Juliana Fukuda. “E muitos pensam que os utilitários esportivos roubaram vendas dos sedãs médios, mas na verdade eles herdaram clientes de station wagons, monovolumes e também de hatches médios”, recorda a executiva.

Nas vendas globais da Nissan, a participação de SUVs cresceu de 20,1% em 2010 para 27,6% até o fim do ano passado. A empresa já tem 11 fábricas em todo o mundo produzindo automóveis desse tipo. O modelo X-Trail é vendido em 135 países e tem 550 mil unidades entregues a cada ano. Outro modelo bem aceito é o Qashqai. Presente em 102 nações, ele tem média anual de 372 mil unidades.

TECNOLOGIAS DO KICKS SL

A primeira versão que chega do México é bastante completa. Mais do que uma imagem projetada em marcha à ré, um conjunto de quatro câmeras para visão em 360 graus permite detectar qualquer objeto ao redor, parado ou em movimento. O sistema é complementado por sensores traseiros, como nos detectores de obstáculo mais comuns.

Quando o carro está em movimento, um controle dinâmico para curvas e um estabilizador ativo de carroceria utilizam em conjunto o freio-motor e os freios normais para impedir ou reduzir oscilações e melhorar a dirigibilidade do carro. O freio-motor também é acionado em entradas de curva.

O quadro de instrumentos tem velocímetro analógico à direita e uma tela de cristal líquido em que o motorista escolhe pelos botões no volante a função que deseja ver ali, entre elas conta-giros, bússola, computador de viagem, controle dinâmico do chassi, consumo e informações complementares ao GPS e ao sistema de áudio (mostrando a emissora e a faixa do CD/DVD, por exemplo) para evitar que o motorista desvie o olhar para o lado sem necessidade.

DESEMPENHO MODESTO

O Kicks recebeu um motor 1.6 semelhante ao que equipa o March, mas com 114 em vez de 111 cavalos. O torque também é ligeiramente mais alto, passando de 15,1 para 15,5 cv. Andando na cidade ele vai bem, mas falta um certo ânimo em saídas de semáforo. O problema se repete nas retomadas de velocidade de estrada.

Como forma de reduzir a sensação de falta de força o motorista conta com a função Sport do câmbio, que mantém o motor mais “aceso”. Como exemplo, a 120 km/h o recurso eleva a faixa de rotações de 2,5 mil para 3,5 mil rpm.


Porta-malas do Kicks comporta 432 litros de bagagem. Banco traseiro tem bom espaço para as pernas e é bipartido para facilitar o transporte de objetos maiores. O acabamento de couro pode ser marrom, preto ou areia, dependendo da cor externa escolhida.

É importante dizer que o Kicks tira partido de seu baixo peso (1.142 quilos em ordem de marcha) e da menor cilindrada ante os concorrentes e obtém bons números de consumo, segundo o programa de etiquetagem do Inmetro. Com etanol ele faz 8,1 km/l na cidade e 9,6 km/l na estrada. Com gasolina esses dados sobem, respectivamente, para 11 km/l e 14 km/l.

Durante a avaliação em estrada, andando a cerca de 110 km/h, o consumo indicado no painel do carro era de 13,6 km/l). Segundo a Nissan, o Kicks acelera de zero a 100 km/h em 12 segundos e atinge máxima de 175 km/h.

ACABAMENTO E EQUIPAMENTOS

A posição de dirigir do novo SUV agrada. O volante tem ajustes de altura, profundidade e botões de controle com uso fácil e intuitivo. O ajuste de inclinação do banco é ruim por usar uma alavanca em vez de roldana. O botão da função Sport do câmbio fica na parte de trás da alavanca do câmbio, fora do alcance dos olhos.

O conforto e o silêncio são pontos de destaque do carro. Os revestimentos e acabamento das portas, painel e bancos são muito bons. Já o material aplicado na região do porta-malas (tapete e porta-pacotes) é simples demais para um carro que beira os R$ 90 mil. O espaço para bagagem, segundo a Nissan, tem 432 litros.

O Kicks traz ar-condicionado com comando digital (sem dual zone), som completo com entrada USB, tela sensível ao toque de sete polegadas e navegador GPS integrado, controles eletrônicos de tração e estabilidade, chave presencial com partida por botão, sistema Isofix para cadeirinhas infantis, abertura e fechamento das portas e vidros por controle remoto, couro nos bancos e volante, retrovisores com acionamento elétrico e repetidores de direção, mais rodas de liga leve de 17 polegadas, entre outros itens.

O carro está disponível nas cores branca, prata, preta e em dois tons de cinza-metálico. O revestimento interno pode ser preto, marrom ou cor-de-areia, dependendo da pintura externa escolhida. O teto laranja é uma opção para a versão cinza grafite e também está nas unidades restantes da série especial Rio 2016, comemorativa aos Jogos Olímpicos.

Assista ao vídeo com imagens produzidas pela Nissan:



Tags: Nissan, Kicks, Ronaldo Znidarsis, Juliana Fukuda, March, Versa, Jeep, Renegade, Honda, HR-V.

Comentários

  • Gilson Paula Lopes de Souza

    Visitei a fábrica, conheci o produto, que de fato impressiona muito bem!

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência