Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Grupo VW anuncia novo plano estratégico global
Mathias Müller, CEO do Grupo VW, anuncia programa estratégico Together Estrategy 2025

Internacional | 17/06/2016 | 16h32

Grupo VW anuncia novo plano estratégico global

Com ênfase em mobilidade elétrica, prevê crescimento rentável até 2025

REDAÇÃO AB

Enquanto ainda enfrenta o maior escândalo de sua história, envolvendo uma fraude em veículos com motores a diesel que manipulam dados em testes de emissões, o Grupo Volkswagen anuncia um novo plano estratégico global como efeito direto do dieselgate. O planejamento denominado “Juntos – Estratégia 2025”, na tradução livre de Together Estrategy 2025, traz uma série de ações previstas para serem concretizadas em até 10 anos e prevê desde o lançamento de 30 novos veículos elétricos até novas metas financeiras focadas no crescimento rentável.

O anúncio, feito na quinta-feira, 16, pelo CEO, Matthias Müller, em Wolfsburg, Alemanha, foi desenhado pelo conselho de gestão e aprovado pelo conselho de supervisão e compreende uma série de decisões de longo prazo. Também é uma resposta ao mercado mundial - e aos acionistas do grupo – frente ao problema de fraude, que abalou as estruturas mais sólidas da companhia, desde setembro de 2015, quando veio a público, desencadeando investigações tanto no âmbito governamental, principalmente na Europa e Estados Unidos, quanto internamente, iniciadas logo após a saída do então CEO e presidente do conselho do Grupo Volkswagen, Martin Winterkorn.

“Vamos transformar nossa principal atividade no setor automobilístico ou, para dizer de outro modo, conduzir um realinhamento que é fundamental para se preparar para uma nova era da mobilidade”, afirmou Müller durante a apresentação do plano. “Ele será concretizado com as estratégias correspondentes para as marcas do grupo e serão gradualmente elaboradas ao longo dos próximos meses. A Volkswagen vai apresentar o programa estratégico detalhado, dividido por marcas e funções e apoiado com medidas específicas e metas financeiras antes do fim do ano”, acrescentou. “Daremos ênfase especial à mobilidade elétrica. O grupo prepara uma iniciativa muito ampla nessa área: nos próximos 10 anos, lançará mais de 30 tipos de veículos impulsionados exclusivamente por baterias elétricas”, reforçou o CEO.

A VW, que até agora nunca se destacou no segmento de veículos elétricos, estima agora que em 2025 eles poderão representar até 25% de suas vendas mundiais de veículos leves, com uma meta de vendas anuais de 2 a 3 milhões de unidades.

O plano atual também mostra claramente que o grupo abandonou o principal objetivo do programa anterior, de se tornar o líder de vendas mundiais até 2018, desbancando a Toyota do posto de maior fabricante. “A dimensão não é um objetivo em si mesmo”, disse Müller, diferenciando-se de seu antecessor Winterkorn.

A companhia vai rever suas arquiteturas modulares com o mesmo objetivo de gerar crescimento rentável. Neste âmbito, deve reduzir a complexidade no desenvolvimento e produção, aumentar a eficiência e, assim, fazer melhor uso do sistema.

Além disso, o portfólio atual de produtos do grupo de cerca de 340 diferentes variantes de modelos será sistematicamente orientado para o crescimento rentável, levando em consideração as necessidades regionais dos mercados.

Já entre as novas metas financeiras, o grupo prevê uma melhora de sua rentabilidade com uma margem operacional estimada entre 7% e 8%, em comparação aos 6% realizados 2015, o que implicaria em ter € 8 bilhões anuais suplementares em benefícios ou cortes. Para atingir tal meta, o CEO mencionou projetos, tais como o compartilhamento das 26 fábricas de peças das doze marcas do grupo em um esforço de reestruturar a área de componentes.

O grupo também continuará com o plano de agrupar suas diferentes marcas de ônibus e caminhões – que inclui MAN, Scania e Volkswagen (VWCO) - em uma só sigla, a Volkswagen Truck & Bus.

A Estratégia 2025 da VW prevê ainda a criação de uma divisão focada nas necessidades de mobilidade no âmbito de serviços. Recentemente, a empresa anunciou investimento US$ 300 milhões na empresa Gett, rival do Uber na Europa. “O setor dos serviços de mobilidade representa um mercado de € 35 bilhões e queremos aproveitá-lo”, declarou Müller.



Tags: Grupo Volkswagen, plano estratégico, dieselgate, Matthias Müller, Together Estrategy 2025.

Comentários

  • Paulo Guilherme Pfaffenbach

    Prezados Srs, como eu fui criado na Alemanha durante a seg.guerra, gostaria lembrar a venda dos Käfer em 1938. (Eu com 8 anos de idade) Passavam nas localidades 3 Volkswagen preto com um condutor (que era da SS) lógico sem farda. Esse pormenor, fiquei sabendo aqui há pouco tempo. Eles promoveram a venda dos carros, com prestações por semana. Valor do carro 1.000,00 RM (Marco alemão) Para o momento, é que eu me lembro Com um abraço Paulo G. Pfaffenbach

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência