Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Exportações de veículos: volume maior, faturamento menor

Indústria | 05/05/2016 | 15h48

Exportações de veículos: volume maior, faturamento menor

Anfavea trabalha em novos acordos de comércio para ampliar os negócios

GIOVANNA RIATO, AB

Em tempo de crise no Brasil, as fabricantes de veículos direcionam as atenções a outros mercados para elevar as exportações. No primeiro quadrimestre este esforço já surtiu efeito e os negócios com outros países cresceram 24,3% em volume, para 136,3 mil unidades, segundo a Anfavea, associação que representa as montadoras. Somente em abril as exportações somaram 37,8 mil unidades, com leve redução de 1,9%.

-Veja aqui os dados da Anfavea

“As nossas fábricas estão com capacidade ociosa elevada e atender outros mercados é uma saída para isso”, aponta Antonio Megale, presidente da entidade. De janeiro a abril o segmento em que houve maior crescimento nas vendas internacionais foi o de veículos leves. Com alta de 26,2%, 128,2 mil unidades brasileiras foram entregues a outros países. O resultado também foi bom nas exportações de ônibus, com alta de 15,3% para 2,2 mil chassis.

Apenas as entregas de caminhões encolheram, com redução de 4,2% na comparação com os primeiros quatro meses de 2015. “Os ônibus sempre tiveram papel mais relevante nas exportações porque, além das montadoras, os encarroçadores também fecham negócios”, esclarece Luiz Carlos de Moraes, vice-presidente da Anfavea. “Há um trabalho para intensificar as vendas de caminhões também, mas o efeito não é imediato. Leva de um a dois anos para o resultado aparecer porque temos de estruturar a garantia, o financiamento e a rede de assistência técnica destes veículos.”

Megale acrescenta que, quando um mercado de exportação é perdido, retomar esta relação comercial é sempre um desafio. Ainda assim, ele assegura que a Anfavea está empenhada nisso. Recentemente a entidade revisou acordos comerciais com o Uruguai, a Colômbia e o Peru. Agora é a vez de buscar clientes no continente africano.

QUEDA EM VALOR

O aumento do volume de exportações de veículos não bastou para melhorar o resultado em valor. O faturamento com as vendas internacionais ficou 7,6% menor no acumulado dos quatro meses de 2016, para US$ 3,02 bilhões. Para Megale, a baixa acontece por causa de uma diferença no mix de produtos negociados, com maior presença de veículos leves e menor participação de caminhões e máquinas agrícolas.

Confira, em vídeo, o balanço dos resultados da indústria automotiva de janeiro a abril de 2016:



Tags: exportação, veículos, Anfavea.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência