Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
Toyota renova Etios 2017 só por dentro
Principal mudança foi no painel do Etios 2017

Lançamentos | 19/04/2016 | 22h00

Toyota renova Etios 2017 só por dentro

Carro tem novos motor e transmissão, opção automática e interior melhorado

PEDRO KUTNEY, AB | De Mogi das Cruzes (SP)

A Toyota renovou o Etios trabalhando no que sabe fazer melhor em um automóvel: a beleza interior. Quase nada mudou por fora das versões hatch e sedã do modelo produzido em Sorocaba (SP), que continuam com as mesmas linhas insossas de antes. Mas por dentro foram feitas algumas melhorias que tiram o carro da indigência de acabamento em relação ao modelo lançado no Brasil em setembro de 2012, com ganhos estéticos e utilização de novos materiais de maior qualidade percebida. Mas o que melhorou mesmo foi o que já era percebido como bom pelos donos de Etios: a mecânica, com a introdução de novos motores e transmissões mais eficientes, incluindo a opção de câmbio automático mais barato do mercado brasileiro.

Especialmente com a nova oferta de transmissão automática em todas as versões do Etios, a partir de R$ 47,5 mil, a expectativa da Toyota é que as vendas do modelo cresçam quase 11% este ano, de 61,4 mil em 2015 para 68 mil unidades (nível parecido com o de 2014), sendo 35% do sedã e 65% do hatch. A estimativa é que 40% do total das versões vendidas sejam com o câmbio automático de quatro velocidades importado do Japão e 60% com a também inédita caixa manual de seis marchas que a Aisin começou a produzir no Brasil. “A nova opção automática deve fazer as vendas do Etios crescerem”, avalia Koji Kondo, presidente da Toyota Brasil.

Kondo acrescenta que a escolha da transmissão automática de apenas quatro velocidades – enquanto boa parte do mundo já usa acima de seis – “foi a solução adequada para tornar o modelo mais acessível ao consumidor do Etios”. O cálculo da Toyota também levou em conta a manutenção cerca de 40% mais barata em relação a uma caixa de seis marchas. .

Sobre a manutenção do design, com pequenas modificações nas rodas e antena de teto, Kondo afirma que pesquisas realizadas pela Toyota apontaram que “isso não era um desejo da maioria dos consumidores”. Segundo ele, menos de 8% disseram que deixariam de comprar o carro por causa de sua aparência.

“O segmento de compactos mudou, tem consumidores mais exigentes. Com o Etios tivemos um começo difícil, mas conseguimos melhorar o carro aos poucos de acordo com o que o cliente pedia. Isso fez a participação do Etios (no segmento B) saltar de 3% em 2013 (ano do lançamento) para 7% no ano passado”, destaca Miguel Fonseca, vice-presidente executivo da Toyota Brasil. Ele acrescenta que as vendas do modelo cresceram 12,5% no primeiro trimestre de 2016, provavelmente aquecidas pelas promoções para esvaziar o estoque da versão antiga, ajudando substancialmente a Toyota a ser a única marca que apurou crescimento entre janeiro e março, de quase 1%, enquanto no período o mercado registrou queda média de 28%. “Com o lançamento do Etios 2017 e as melhorias que fizemos esperamos aumentar o market share do modelo no segmento de compactos para 8% este ano”, projeta.

QUALIDADES MELHORADAS


Agora com opção de transmissão automática, o interior melhorado do Toyota Etios 2017 recebeu melhorias: volante multifuncional com revestimento de couro (esquerda), o novo quadro de instrumentos digital (acima à direita) e sistema de som com tela tátil.

“Quando cheguei no Brasil há quase três anos li muitas críticas a respeito do Etios. Dirigi o carro e concordei com alguns comentários, mas também tive a certeza que era um bom carro que precisava de mudanças”, relembra Steve St. Angelo, presidente da Toyota América Latina. Ele disse que listou as 15 principais críticas que leu na imprensa, a começar pelo quadro de instrumentos. “Fizemos todas essas mudanças ao longo desses anos e chegamos ao fim da lista com o Etios 2017, mas muitas outras coisas foram alteradas, aplicamos melhorias em mais de 600 componentes”, destaca. “Claro que não fizemos tudo ainda, mas o carro continuará evoluindo dentro de nosso novo centro de desenvolvimento no Brasil ao longo dos próximos anos”, promete.

No Etios 2017 a Toyota melhorou o que já era bom: os motores 1.3 e 1.5, que começaram este mês a ser produzidos no Brasil, na fábrica de Porto Feliz (SP). “É a única planta de motores da Toyota na América Latina com operação completa, de fundição, usinagem e montagem”, ressalta Fonseca. Com bloco e cabeçote de alumínio, os propulsores ganharam mais potência e torque com as diversas melhorias recebidas, especialmente o duplo comando variável de válvulas na admissão e escape (Dual VVT-i), que ganharam balancins roletados e tuchos hidráulicos para reduzir atrito, além de pistões redesenhados e sistema de pré-aquecimento dos injetores para partida a frio com etanol (eliminando o tanquinho de gasolina). A taxa de compressão foi elevada de 12,1:1 para 13,1:1.

Juntando tudo, a potência do motor 1.3 cresceu 8 cv, para 98 cv com etanol, e o torque aumentou 9%, para 12,8 kgfm a 4.000 rpm. “Com isso teremos a oferta mais barata do mercado acima de 98 cv (versão X a partir de R$ 44 mil), só perdendo para o Gol 1.6 com menos equipamentos”, lembra Fonseca. Já o 1.5 avançou 11 cv, a 102 cv (álcool), e o torque cresceu 11%, para 14,4 kgfm a 5.600 rpm.

Com as melhorias houve redução de até 9% no consumo em relação ao motor anterior do Etios. Ajuda na economia o câmbio manual de seis marchas, com a sexta bastante alongada para reduzir o giro em percursos de estrada. A caixa traz evoluções como o monitor eletrônico de arranque, que evita que o carro “engasgue” quando o motorista tira o pé da embreagem muito rápido. Já a transmissão automática, apesar de ter somente quatro velocidades, ganhou um gerenciador eletrônico para elevar sua eficiência.

No painel, onde residiam as principais críticas sobre a excessiva rusticidade do Etios, a Toyota trocou o material plástico por outro de maior qualidade percebida, com textura mais agradável aos olhos. Mas a principal mudança foi no quadro de instrumentos, que continua no centro do painel, mas agora com visor 100% digital, de fácil visibilidade, agregando velocímetro, conta-giros e computador de bordo. Entre as novas funcionalidades, está a possibilidade de introduzir o preço do litro do combustível abastecido, para que o sistema faça o cálculo do gasto por percurso.

Tudo continua bastante simples no interior do Etios, mas a cabine ganhou mais dignidade com as mudanças, que envolvem também ajuste de altura do banco do motorista, novos controles do ar-condicionado, controle elétrico de retrovisores, maçanetas cromadas, volante com revestimento de couro e o sistema de áudio multimídia Mirrorlink. O interior do carro também ficou mais silencioso com a aplicação de novos isolamentos acústicos, inclusive na caixa de roda dianteira.

VERSÕES


Por fora, quase nada mudou Etios 2017: Toyota alega que não era um desejo do cliente

Ao contrário de concorrentes do mesmo nível, desde a versão mais básica, a X 1.3, o Etios hatch e sedã já vem de fábrica bastante bem equipado, incluindo antena externa curta, banco traseiro com encosto rebatível, direção eletroassistida progressiva, ar-condicionado, abertura interna do porta-malas e do tanque de combustível, chave com comando de abertura e fechamento das quatro portas, travas e vidros dianteiros e traseiros com acionamento elétrico, além dos obrigatórios airbags frontais e freios com ABS.

A versão XS adiciona sistema de áudio que reproduz arquivos de MP3 com função Bluetooth e entradas auxiliar e USB; controle de velocidade de cruzeiro (versão automática); controle de áudio e do computador de bordo no volante, abertura do porta-malas por meio de um botão, bancos com tecido em duas cores, alto-falantes e a função EcoWallet no computador de bordo, que permite ao motorista colocar o valor pago pelo litro do combustível para calcular o valor gasto durante uma viagem.

A versão XLS agrega todos os equipamentos da versão XS mais rodas de liga leve de 15 polegadas, sistema de áudio com tela touch screen com espelhamento de smartphones, faróis de neblina, acabamento cromado na tampa do porta-malas, revestimento do volante em couro sintético, retrovisores externos com luzes de seta integrados e bancos revestidos em couro sintético.

A versão aventureira Cross, disponível apenas na carroceria hatchback, se diferencia da XLS pelo design das rodas de liga leve, costura exclusiva dos bancos, manopla do câmbio com acabamento em couro, jogo de tapetes com a inscrição Cross, além dos apliques de plástico na carroceria.

Veja abaixo todos os preços do Etios, que começa a ser vendido nas 155 concessionárias Toyota no próximo 28 de abril:

ETIOS HATCHBACK
• X 1.3 MT: R$ 43.990
• X 1.3 AT: R$ 47.490
• XS 1.5 MT: R$ 48.995
• XS 1.5 AT: R$ 52.495
• XLS 1.5 MT: R$ 53.895
• XLS 1.5 AT: R$ 57.395
• Cross 1.5 MT: R$ 57.395
• Cross 1.5 AT: R$ 60.895

ETIOS SEDÃ
• X 1.5 MT: R$ 48.495
• X 1.5 AT: R$ 51.995
• XS 1.5 MT: R$ 51.695
• XS 1.5 AT: R$ 55.195
• XLS 1.5 MT: R$ 56.795
• XLS 1.5 AT: R$ 60.295



Tags: Toyota, Etios, lançamento, 2017.

Comentários

  • Edson

    Meu sonho de consumo é comprar um veículo toyota.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência