Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Distribuição | 19/04/2016 | 16h55

Buscas on-line por carros têm expansão de 43% no 1º trimestre

Google aponta que visitas às concessionárias seguem em queda

GIOVANNA RIATO, AB

Assim como acontece de forma mais intensa em outros setores, o segmento automotivo atrai cada vez mais possíveis clientes no mundo digital. As vendas de veículos são concluídas somente nas concessionárias, mas todo o processo de busca de informação dos consumidores é realizado on-line, segundo o Google. A empresa realizou evento para falar da importância da internet para o mercado automotivo em parceria com a Search Optics, agência especializada em marketing digital.

Mensalmente o mecanismo é usado para mais de 200 milhões de buscas por carros no Brasil. O número leva em conta apenas a pesquisa por automóveis, sem incluir peças, acessórios e serviços. Estes outros produtos relacionados ao setor automotivo também são muito consultados na internet, segundo Felipe Ozório, gerente de parcerias do Google. “No Mercado Livre já encontramos muita compra e venda de peças, por exemplo. Fazer isso de forma profissional, pela própria concessionária, é uma possibilidade a ser analisada.”

No primeiro trimestre de 2016 houve aumento de 43% nas pesquisas do setor automotivo na comparação com igual intervalo do ano passado. Ele aponta que, em 44% das buscas, o consumidor muda de opinião sobre o carro que vai comprar ao longo do processo de levantar informações. O especialista aponta que metade das buscas acontece em dispositivos mobile, com aumento de 78% de janeiro a março deste ano. “Por isso é essencial ter página responsiva”, alerta.

Ozório defende que os sites das concessionárias devem trazer os principais dados dos modelos e da loja já na versão mobile. O fácil preenchimento do cadastro ou formulário para receber mais informações também é necessário para o sucesso da estratégia digital dos distribuidores, segundo o gerente do Google.

MUDANÇA NO PAPEL DA CONCESSIONÁRIA

Em 2013 um consumidor visitava, em média, 3,6 concessionárias antes de comprar seu veículo. Em pouco tempo este número despencou e chegou a apenas 2,6 visitas no ano passado. “A tendência é essa. Cliente já chega muito pronto e bem-informado. Vai apenas para negociar”, explica Ozório. Segundo o Google, quando o cliente quer saber mais sobre um carro, ele usa primeiro uma ferramenta de busca e depois recorre aos vídeos on-line. O deslocamento até um ponto de venda normalmente só acontece depois disso.

Desta maneira, Ozório acredita que ganharão a disputa pelo consumidor as concessionárias que investirem em excelência no atendimento desde o primeiro contato no site. Chat, e-mail e telefone devem estar sempre disponíveis com respostas e soluções para os clientes. “Nove em cada 10 consumidores tentam entrar em contato com a concessionária antes da visita”, destaca.

Ozório alerta que falta cuidado com este aspecto e que, muitas vezes, a experiência do cliente ao tentar um retorno pelas ferramentas on-line é péssima. Em caso de insatisfação, 58% dos consumidores buscam outra revenda. O dado mais alarmante é que, quando a resposta da concessionária não é eficaz, dois em cada três clientes adotam postura mais radical e mudam de marca.



Tags: Google, venda, carro, mobile, online.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência