Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Financeiras | 15/04/2016 | 16h30

Caixa é a melhor para financiar motos

Banco foi o mais vantajoso em 3 de 4 modelos pesquisados pela Proteste

REDAÇÃO AB

A Proteste Associação de Consumidores analisou 48 opções de financiamento para motos de 250 cc e constatou que a Caixa Econômica Federal foi o banco mais vantajoso para todos os modelos, exceto para a Suzuki Inazuma, cujo melhor plano está no HSBC. As simulações de financiamento foram feitas com quatro motocicletas pelo Crédito Direto ao Consumidor (CDC), sempre com 40% de entrada e saldo restante em 24 e 36 meses.

Antes de fechar negócio é preciso observar as taxas de juros e se informar sobre o Custo Efetivo Total (CET), que mostra as taxas embutidas no financiamento. Questionar o CET é direito garantido por lei, nem sempre fácil de ser atendido. Nas simulações com a Suzuki Inazuma, se o consumidor fosse à concessionária Suzuki de Botafogo, no Rio de Janeiro, o CET seria de 47,74% ao ano; no Bradesco, 94,02%; e no HSBC, 27,98%. Na prática, o consumidor pagaria prestações de R$ 483 no primeiro local, R$ 663,21 no segundo e R$ 400,37 no terceiro. Aquele que escolhesse a segunda opção pagaria R$ 9,46 mil a mais.

A Proteste informa ainda que, muitas vezes, a publicidade mostra taxa menor que a da concorrência e até juro zero, mas ao preço final são embutidas outras cobranças, como imposto sobre operações financeiras (IOF), tarifa de abertura de cadastro e serviço de despachante, entre outras. É preciso questionar quais tributos estão inclusos e tentar pagá-los à vista.

Veja abaixo as simulações de financiamento:




A associação orienta o consumidor a levantar o preço da moto à vista e negociar um desconto. Com o orçamento na mão, ele vai à instituição financeira e solicita o crédito. O dinheiro será depositado em sua conta e ele pagará ao banco as prestações. Claro, é possível financiar direto na concessionária por intermédio das instituições parceiras. A Proteste adverte ainda que os resultados variam com a época e promoções e por isso a recomendação é sempre pesquisar o Custo Efetivo Total (CET) em diferentes bancos e revendas antes de fechar a compra.

Além das taxas, o motociclista deve ter em mente que está assumindo um compromisso de longo prazo e em seu orçamento têm de caber as parcelas e outros custos como combustível, impostos, manutenção e seguro quando houver.



Tags: Caixa Econômica Federal, Suzuki Inazuma, Custo Efetivo Total.

Comentários

  • Marcosantonio

    Querofinanciar uma moto Honda Titan 160

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência