Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias
PDV na Moto Honda teve mais de 500 adesões

Trabalho | 01/04/2016 | 13h05

PDV na Moto Honda teve mais de 500 adesões

Programa aberto no fim de fevereiro pretendia atingir 300 funcionários

MÁRIO CURCIO, AB

O Programa de Demissão Voluntária (PDV) aberto pela Honda com o objetivo de atingir 300 funcionários da divisão de motos (de Manaus, São Paulo e Indaiatuba) obteve mais de 500 adesões. A ação visava ajustar a produção e as atividades da empresa à demanda atual. A Honda não informa se o fato afasta futuras demissões. Sobre a possibilidade de fazer uso do Programa de Proteção ao Emprego (PPE), a empresa respondeu apenas que não há nenhuma previsão de adotar outro programa.

“Seguimos acompanhando a evolução do mercado e nosso compromisso é sempre avaliar a melhor maneira de nos adequarmos ao cenário, garantindo a continuidade dos negócios com o menor impacto interno possível”, informou a companhia. Além daquilo que é previsto por lei, o PDV ofereceu gratificação por ano trabalhado, suporte de plano de saúde e ajuda-alimentação.

Em 2010 a Honda inaugurou em Manaus uma segunda grande ala (HDA 2) destinada à produção da Biz e de outras motonetas de baixa cilindrada, mais quadriciclos e motores estacionários. Esse setor custou na época R$ 90 milhões, mas desde fevereiro de 2016 está com suas atividades suspensas temporariamente.

Em 2011, o melhor ano para o setor de motocicletas, a Honda fabricou quase 1,7 milhão de motos em Manaus. No entanto, as vendas no setor caíram seguidamente desde 2012 e como consequência a produção da empresa em 2015 foi de pouco mais de 1 milhão em 2015, uma redução próxima a 40%. E o total de unidades que montou no primeiro bimestre (130,5 mil motos) ficou 32,1% abaixo do mesmo período do ano passado.



Tags: Honda, motos, motocicletas, PDV, Manaus, PPE, HDA, quadriciclos.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência