Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Eventos | 30/03/2016 | 18h45

Salão do Automóvel sobe o nível em novo espaço

Evento deixa o Anhembi e promete mais conforto no São Paulo Expo

PEDRO KUTNEY, AB

Cansada de esperar por promessas de reformas e adequações que nunca se concretizaram, a Reed Exhibitions finalmente encontrou um espaço à altura do maior evento privado da cidade de São Paulo, o Salão do Automóvel, que deixa o desgastado Anhembi e parte para o novo São Paulo Expo. O local será inaugurado no próximo 26 de abril onde era o antigo Centro de Exposições Imigrantes, na margem da rodovia, e promete oferecer muito mais conforto e comodidade para os mais de 750 mil visitantes esperados para a 29ª edição do evento, este ano marcado para acontecer um pouco mais tarde do que o usual, entre 10 e 20 de novembro. Segundo a Reed, a mudança de calendário atende a um pedido das próprias fabricantes, que querem um prazo maior de distância em relação ao Salão de Paris (1º a 16 de outubro), para poder ter tempo de replicar aqui alguns dos mesmos lançamentos da mostra francesa.

O São Paulo Expo é administrado pelo grupo francês GL, parceiro da Reed em vários eventos, investiu mais de R$ 400 milhões para instalar a nova infraestrutura, que conta com um prédio de exposições com 90 mil metros quadrados de área coberta, praticamente o mesmo tamanho do Anhembi, mas muito mais moderno e que oferece conforto superior, a começar pela climatização de todo o ambiente. O prédio principal tem ainda um mezanino com salas para eventos paralelos, um VIP lounge para mostras mais exclusivas e praça de alimentação para 600 pessoas. Também estão disponíveis 20 mil metros quadrados de área externa que serão usados para instalação de pistas de test drive durante o salão.

Bem ao lado, ligado por uma passarela de 50 metros, fica o prédio de estacionamento com 4,5 mil vagas cobertas – e sem a selvageria do Anhembi onde o pagamento é na entrada, desta vez os visitantes poderão pagar em guichês localizados no interior do evento. O acesso ao São Paulo Expo também pode ser feito por metrô, a estação Jabaquara fica a 850 metros de distância e ônibus gratuitos serão colocados à disposição. Para quem vem de fora da cidade, cerca de 35% dos visitantes, a Reed calculou que existem 7 mil quartos de hotéis a 10 minutos de distância do local.

“Vimos a oportunidade de oferecer um espaço mais adequado e confortável para os expositores e visitantes do salão, que vinham pedindo essa mudança. Há mais de seis meses apresentamos o projeto às montadoras, que aprovaram a ideia e então tomamos a decisão de mudar o endereço do evento”, explica Juan Pablo de Vera, presidente da Reeds Exhibition Alcantara Machado. Segundo o organizador, 30 marcas de veículos já confirmaram presença no novo salão, mas a tendência é que quase todos os fabricantes e importadores presentes no País montem seus estandes na mostra.

Cinco marcas já confirmaram ações no espaço externo (Jaguar, Land Rover, Peugeot, Citroën e Volkswagen), mas a organização estima que mais expositores vão usar a facilidade: “Nossa expectativa é que 15 marcas apresentem 35 modelos diferentes e 85 carros para test drive, que é um diferencial cada vez mais apreciado e procurado pelo público do salão”, diz Paulo Octávio Pereira de Almeida, vice-presidente executivo da Reeds Exhibition Alcantara Machado.

Com a mudança, este será o terceiro local já ocupado pelo Salão do Automóvel em seus 52 anos de história. O primeiro, nos anos 1960, foi realizado em galpões no Parque Ibirapuera. Em 1970 o salão inaugurou o Parque Anhembi, onde por falta de opção melhor ficou até a última edição, em 2014, quando se consolidou como quinto maior salão automotivo do mundo, recebendo em 11 dias 756 mil visitantes que puderam ver 547 veículos de 84 marcas, que fizeram 150 lançamentos. A estimativa é que a mostra gerou cerca de 30 mil empregos e injetou R$ 280 milhões na cidade. “Este ano é bastante realista esperar que esse valor ultrapasse os R$ 300 milhões”, avalia Paulo Octávio.

Os ingressos este ano vão custar R$ 40 no primeiro dia (10 de novembro), R$ 70 em outros dias de semana e no último domingo (20 de novembro) e R$ 95 nos sábados, domingos, feriados e na segunda-feira 14 de novembro. Quem seguir a página do evento no Facebook ganha 10% de desconto. As entradas podem ser compradas durante o evento na bilheteria do São Paulo Expo, mas as vendas on-line começam já. A Reed estima que este ano 70% dos ingressos serão comprados pela internet, contra 30% em 2014 e 5% em 2012. “É o caminho natural. No salão de 2018 estamos avaliando nem abrir a bilheteria, para vender 100% on-line”, afirma Paulo Octávio.



Tags: Salão do Automóvel, São Paulo, Anhembi, SP Expo, Imigrantes, Reed Exhibitions, evento, exposição.

Comentários

  • moises

    Parabéns, Já estávamos cansados da pouca prática da Alcântara Machado e do Anhembi, que só se preocupavam em faturar e nada de melhorias. Vai doer, pois além do salão do automóvel, outros eventos vão querer melhores condições e, com certeza, vão migrar para esse novo espaço. Desejo que a selvageria no estacionamento do Anhembi passe a ser coisa do passado e não deixará qualquer saudade.

  • Mario Marcello

    Na minha opinião, com o congelamento do Anhembi, a prefeitura deveria agir juntando os espaços Anhembi / Campo de Marte e torna-la uma grande praça , que São paulo tanto merece.

  • Victor

    É sempre bom mudar e buscar evoluir. Mas em se tratando de Brasil, só acredito vendo a coisa funcionar, se funcionar bem. O Anhembi é totalmente obsoleto e uma completa piada se comparado a espaços com o mesmo propósito construído em muitos países. Uma cidade do porte de SP merece algo muuuuito melhor.

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência