Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Segurança | 24/03/2016 | 16h08

Proteste volta a insistir em antecipar obrigatoriedade do ECS

Entidade pede que controle de estabilidade seja compulsório já em 2017

REDAÇÃO AB

A Proteste, associação dos consumidores, voltou a pressionar o Conselho Nacional de Trânsito, Contran, para que o órgão antecipe a obrigatoriedade do ESC nos carros vendidos no Brasil. A entidade defende que o controle eletrônico de estabilidade deveria ser compulsório para todos os veículos já no segundo semestre de 2017. O prazo é mais apertado do que o anunciado pela Departamento Nacional de Trânsito, Denatran, no fim de 2015, quando ficou definido que o sistema seria obrigatório a todos os automóveis apenas a partir de 2022 (leia aqui).

A Proteste contesta a decisão. Segundo a entidade, antecipar a legislação salvaria muitas vidas, já que o item que corrige a trajetória do veículo em situações de derrapagem tem potencial para evitar cerca de 50% dos acidentes fatais. O ESC já é obrigatório nos Estados Unidos e na União Europeia. Na Argentina a tecnologia será compulsória a partir de 2018.

A entidade dos consumidores enviou novo ofício com o pedido para o Contran, dando sequência à campanha Carro Sob Controle, iniciada em novembro do ano passado (leia aqui). A Proteste defende que o controle eletrônico de estabilidade deve ser oferecido em todos os veículos, não apenas atrelado a pacotes de luxo. A estimativa é que apenas 5% a 10% dos carros vendidos no mercado nacional contem atualmente com a tecnologia.

"No Brasil já avançamos na segurança veicular, mas centenas de pessoas ainda morrem todos os dias no trânsito porque o ESC só equipa carros de luxo. Vamos juntos lutar por mais este direito do consumidor", aponta em comunicado Maria Inês Dolci, coordenadora institucional da Proteste.



Tags: ECS, controle eletrônico de estabilidade, segurança, Proteste.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

AB Inteligência