Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Carreira | 09/03/2016 | 19h45

Padovan assume vice-presidência de vendas da Caoa

Executivo acumula novas responsabilidades no grupo

REDAÇÃO AB

O Grupo Caoa promoveu Flavio Padovan a vice-presidente de vendas e marketing das concessionárias da empresa, que agregam as marcas Hyundai importados e seminovos, HMB (Hyundai Brasil), Subaru e Ford. Com isso, Padovan acumula novas responsabilidades no grupo, mas mantém o cargo de diretor geral da marca Subaru no Brasil, que ocupa desde 2014.

Padovan continua a se reportar diretamente ao CEO do Grupo Caoa, Antonio Maciel Neto, e passa a agregar sob seu comando as diretorias comerciais de todas as marcas representadas pela empresa, além das áreas de marketing e de desenvolvimento de rede.

O executivo tem longa história no setor automotivo nacional, ocupando posições de liderança na Ford, onde dirigiu as operações de caminhões da marca por cinco anos até 2007, quando se transferiu para a Volkswagen para assumir a vice-presidância de vendas e marketing até 2010. Antes de ingressar na Caoa, Padovan foi presidente da Jaguar Land Rover para América Latina e Caribe de 2010 a 2014. Entre 2012 e 2014 também foi presidente da Abeiva, a associação dos importadores de veículos, hoje Abeifa.



Tags: Carreira, Flavio Padovan, Caoa, Subaru, Hyundai, Ford, distribuição, concessionária.

Comentários

  • Joao Pimentel

    Parabens Flavio!!!!

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência