Automotive Business
  
ABLive

Notícias

Ver todas as notícias
GM deve demitir 1,5 mil em São Caetano

Trabalho | 01/03/2016 | 11h53

GM deve demitir 1,5 mil em São Caetano

Sindicato quer prorrogação do layoff ou outro recurso que evite as dispensas

REDAÇÃO AB

A General Motors deve demitir 1,5 mil trabalhadores em sua fábrica de São Caetano do Sul (SP). A informação partiu do sindicato local dos metalúrgicos. Os trabalhadores estão em layoff, quer dizer, com seus contratos de trabalho temporariamente suspensos, com retorno à fábrica previsto para a próxima semana. A entidade que reúne os trabalhadores pleiteia alguma medida para preservar os empregos, como prorrogação do layoff ou licença remunerada.

O sindicato pode iniciar uma greve nos próximos dias se a montadora mantiver a decisão de dispensar os funcionários. A unidade de São Caetano do Sul foi inaugurada em 1930 e é a mais antiga da empresa no Brasil. Emprega quase 10 mil trabalhadores. Lá são montados os modelos Chevrolet Cobalt, Montana, Spin e Cruze, cujas vendas nos últimos dois anos (de 2013 para 2015) caíram, respectivamente, em 61,3%, 49,4%, 34,8% e 56,5%. Como agravante, a montagem da próxima geração do Cruze, que chega até o fim do ano, deve ser transferida para a Argentina.



Tags: Sindicato, metalúrgicos, São Caetano, GM, general Motors, demissões, layoff.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência