Automotive Business
Siga-nos em:
AB Inteligência

Notícias

Ver todas as notícias

Balanço | 24/02/2016 | 14h16

Crédito para veículos segue em queda livre

Saldo de janeiro fica 13,3% abaixo do registrado há um ano, segundo BC

REDAÇÃO AB

O saldo do crédito para a aquisição de veículos fechou janeiro em R$ 159,3 bilhões, 13,3% abaixo do registrado em igual mês do ano passado, quando o valor era de R$ 183,8 bilhões, segundo dados preliminares divulgados na quarta-feira, 24, pelo Banco Central. O saldo segue em queda livre, sendo este o menor valor registrado há pelo menos dois anos, de acordo com o relatório. Sobre dezembro, cujo saldo foi de R$ 160,8 bilhões, o recuo foi de 0,9%. Todos os dados se referem às operações para pessoas físicas.

Na mesma tendência de baixa, a concessão de crédito diminuiu 18,5% em janeiro na comparação anual, passando de R$ 7,7 bilhões para R$ 5,5 bilhões. A queda do montante reflete além do menor volume de vendas, a continuidade da política de maior restrição ao crédito por parte dos bancos cada vez mais seletivos.

Já a inadimplência, que computa os atrasos dos pagamentos acima de 90 dias, subiu 0,1 ponto porcentual em janeiro contra dezembro, passando de 4,1% para 4,2%. Apesar do índice para veículos estar abaixo dos 10,7% para outros bens, o relatório do BC mostra sua evolução: em dezembro de 2014, a inadimplência estava em 3,9% e assim permaneceu até setembro do ano passado, quando começou a oscilar entre 4% e 4,1% até dezembro último.

Enquanto isso, os dados sobre atrasos entre 15 e 90 dias, que servem como termômetro para a inadimplência, vem diminuindo ao longo dos meses. Em janeiro de 2016 fechou em 7,8% para veículos, o menor índice da série há dois anos, no mínimo: em mesmo mês de 2015 o índice estava em 12,7%, caindo mês a mês até apontar para 8,2% em dezembro.

TAXAS E PRAZOS

A taxa média de juros também subiu em janeiro encerrando o mês em 27,5%, a maior dos últimos dois anos, segundo o relatório. No comparativo referente a janeiro de 2015, quando a taxa era de 26,8%, elevou-se em 0,7 ponto porcentual ou 3,7%. Contra dezembro, cujo índice aplicado para financiamentos de veículos foi de 26%, houve alta de 5,7%.

Já os prazos médios dos contratos para o financiamento de veículos têm mantido o índice de 41 meses ao longo dos últimos 12 meses, incluindo janeiro deste ano e exceto janeiro de 2015, quando o prazo era de 42 meses.



Tags: Crédito, saldo, Banco Central, inadimplência, taxa de juros.

Comentários

Conte-nos o que pensa e deixe seu comentário abaixo Os comentários serão publicados após análise. Este espaço é destinado aos comentários de leitores sobre reportagens e artigos publicados no Portal Automotive Business. Não é o fórum adequado para o esclarecimento de dúvidas técnicas ou comerciais. Não são aceitos textos que contenham ofensas ou palavras chulas. Também serão excluídos currículos, pedidos de emprego ou comentários que configurem ações comerciais ou publicitárias, incluindo números de telefone ou outras formas de contato.

Veja também

ABTV

AB Inteligência